Croácia
7'
0 - 0
Albânia

Primeira-ministra dinamarquesa atacada em Copenhaga

7 jun, 20:52
Primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen (Associated Press)

Um homem foi detido na sequência do incidente, mas não foram adiantadas mais informações

A primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, foi atacada e atingida por um homem no centro de Copenhaga, esta sexta-feira, noticia a agência de notícias do país, Ritzau, citando a polícia e o gabinete da governante.

"A primeira-ministra Mette Frederiksen foi atacada na noite de sexta-feira em Kultorvet, por um homem que foi posteriormente preso. A primeira-ministra está chocada com o incidente", pode ler-se num comunicado divulgado pelo seu gabinete.

A Polícia de Copenhaga e o Serviço Nacional de Segurança e Inteligência da Dinamarca confirmaram o incidente à Reuters, sem adiantar mais detalhes.

Apesar do choque, não é claro se Mette Frederiksen foi ferida pelo atacante.

O ataque ocorre dois dias antes de os dinamarqueses votarem para as eleições europeias. Há três semanas, o primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, ficou gravemente ferido na sequência de uma tentativa de assassinato.

Nas últimas horas, vários políticos dinamarqueses e europeus expressaram solidariedade para com Mette Frederiksen, incluindo o primeiro-ministro português, que condena "firmemente este ataque violento" contra a sua "amiga e colega".

"Expresso toda a minha solidariedade a Mette Frederiksen, Primeira-Ministra da Dinamarca, minha amiga e colega. Condeno firmemente este ataque violento a uma líder democrática eleita. Neste momento difícil, pode contar com o apoio do povo e Governo portugueses", escreveu, na rede social X.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados