Em atualização

A GUERRA AO MINUTO Guarda Costeira da Suécia deteta quarta fuga de gás no Nord Stream

Todas as informações mais recentes sobre o conflito na Ucrânia, que começou a 24 de fevereiro
2022-09-29

O que está a acontecer

  • Guarda Costeira da Suécia deteta quarta fuga de gás no Nord Stream

  • União Europeia apresenta oitavo pacote de sanções à Rússia para "fazer o Kremlin pagar"

  • Responsáveis pró-russos de Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia pedem formalmente adesão à Rússia

  • Rússia quer reunião com o Conselho de Segurança da ONU por causa das fugas de gás

  • NATO afirma que fuga de gás no Mar Báltico foi sabotagem

  • Polónia e Bulgária apelam a cidadãos que abandonem a Rússia “o mais rapidamente possível”

  • União Europeia diz que resultados dos referendos "ilegais" são "falsos"

  • Dinamarca afirma que existem razões para preocupação no Mar Báltico

  • Borrell afirma que "toda a informação indica que as fugas de gás [nos Nord Stream 1 e 2] são resultado de um ato deliberado"

2022-09-29
07:59

Observados navios russos perto das fugas de gás no Nord Stream

Autoridades de segurança europeias observaram na segunda e terça-feira navios de apoio da Marinha Russa nas proximidades das fugas dos gasodutos Nord Stream, adiantam dois oficiais dos serviços de informação ocidentais e uma outra fonte familiarizada com o assunto, citados pela CNN Internacional. 

De acordo com a publicação, não é claro se os navios estão relacionados com as explosões registadas nos últimos dias, apontam as fontes ouvidas pela CNN – mas é um dos muitos fatores que estará a ser investigado.

Também foram observados submarinos russos não muito longe dessas áreas na semana passada, disse um dos oficiais.

Três funcionários norte-americanos disseram que os Estados Unidos ainda não têm uma explicação para o que aconteceu, dias depois das explosões terem alegadamente provocado três fugas separadas e simultâneas nos dois gasoduto na segunda-feira.

De acordo com um oficial militar dinamarquês, a presença dos navios não indica necessariamente que a Rússia provocou os danos navios, uma vez que os navios russos operam frequentemente na área.

Contudo, a CNN frisa que os avistamentos ainda lançam mais suspeitas sobre a Rússia, que atraiu mais atenção das autoridades europeias e norte-americanas como o único país na região que se acredita ter a capacidade e a motivação para danificar deliberadamente os gasodutos. 

Tanto a Dinamarca como a Suécia estão a investigar, mas ainda não foi feita uma inspeção ao local e os detalhes sobre exatamente o que causou as explosões permanecem incompletos.

2022-09-29
07:55

Ataque russo em Donetsk mata seis civis

O autarca da região de Donetsk, Pavlo Kyrylenko, diz que um ataque russo matou seis civis na noite de quarta-feira. Dois dos óbitos aconteceram em Toretsk, um em Bakhmut, um em Pivnichne, um em Blahodatne e outro em Mykolaivka.

De acordo com Kyrylenko, citado pelo The Kyiv Independent, desde o início da guerra, a Rússia matou 901 civis em Donetsk, não incluindo Mariupol e Volnovakha.

2022-09-29
07:01

Rússia usa “recrutas recém-mobilizados e mal treinados” na linha da frente de ataque

O Instituto para o Estudo da Guerra (ISW, sigla em inglês) revela, na sua última avaliação da invasão da Rússia à Ucrânia, que as autoridades russas estão a enviar “recém-mobilizados e mal treinados para fortalecer os remanescentes degradados de várias unidades”, incluindo aquelas consideradas as principais forças de combate convencionais da Rússia.

Segundo a ISW, é improvável que a adição de forças recém-mobilizadas a essas unidades do exército russo aumente o seu poder de combate.

2022-09-29
06:56

Rússia bombardeia Sumy

A Rússia bombardeou a região de Sumy com morteiros e artilharia autopropulsada. O autarca da região, Dmytro Zhyvytskyi, disse que as forças russas bombardearam a comunidade de Krasnopillia durante o dia de ontem. De acordo com Zhyvytskyi, as tropas russas também usaram drones, adianta o Kyiv Independent, que dá ainda conta de que, para já, não são conhecidas vítimas civis e que os danos apurados são duas casas e uma linha de energia destruídas.

2022-09-29
06:36

Quarta fuga de gás encontrada no Nord Stream

A Guarda Costeira da Suécia descobriu uma quarta fuga de gás no danificado Nord Stream, disse um porta-voz ao jornal Svenska Dagbladet, citado pela Reuters.

“Duas dessas fugas estão na zona económica exclusiva da Suécia”, disse a porta-voz. As outras duas fugas estão na zona económica exclusiva dinamarquesa, de acordo com uma tradução do relatório publicado pela Reuters e citado pelo The Guardian.

“A distância é algo subjetivo, mas elas estão próximas uma da outra”, disse o responsável, referindo-se às duas fugas do lado sueco.

“Trata-se de um grande derrame de cerca de 900 metros de diâmetro e outro mais pequeno de cerca de 200 metros”, disse Jenny Larsson, porta-voz da Guarda Costeira, ao jornal Svenska Dagbladet.

Até agora, as autoridades dos dois países tinham confirmado uma fuga na área do Mar Báltico pertencente à Suécia, a nordeste da ilha de Bornholm, e duas na área pertencente à Dinamarca.

As fugas estão a causar agitação marítima significativa na superfície da água, ao longo de várias centenas de metros, o que impossibilita a inspeção imediata das estruturas, segundo as autoridades.

Com Lusa

2022-09-29
06:26

Impacto económico da “fuga de cérebros” da Rússia vai ser “cada vez mais significativo”

O mais recente relatório do Ministério da Defesa do Reino Unido sobre a invasão da Rússia à Ucrânia dá conta de que o impacto económico da “fuga de cérebros” da Rússia - isto é, de cidadãos com formação académica - vai ser “cada vez mais significativo”. Além disso, a mobilização para a frente de combate irá também reduzir a mão de obra no país.

2022-09-29
05:52

Três poetas russos presos após lerem texto antiguerra

Um tribunal russo ordenou esta quinta-feira a prisão de três jovens poetas que participaram numa leitura de um texto contra a mobilização para combater na Ucrânia, tendo um deles alegado ter sido violado pela polícia durante a sua detenção.

De acordo com a organização não governamental (ONG) russa OVD-Info, Artiom Kamardine, Egor Chtovba e Nikolaï Daïneko estão em prisão preventiva há dois meses.

A ONG referiu que são suspeitos numa investigação aberta por “incitamento ao ódio com ameaça de uso de violência”.

Se acusados, podem ter de cumprir uma pena de até seis anos de prisão, já que as autoridades russas atualmente reprimem as críticas ao conflito na Ucrânia.

No domingo, os três homens participaram numa leitura de versos em frente à estátua do poeta Vladimir Mayakovsky, no centro da cidade de Moscovo, local onde se reuniam intelectuais dissidentes durante o período soviético.

No dia seguinte, Artyom Karadine foi preso durante uma busca domiciliária.

De acordo com o seu advogado Leonid Solovev, citado pela imprensa independente russa, Karadine afirma ter sido espancado e violado com um haltere durante a sua detenção.

O canal 112 do serviço de mensagens Telegram, próximo à polícia russa, publicou um vídeo a mostrar o jovem, de joelhos, a pedir desculpas.

Durante um discurso no tribunal na noite de hoje, Karadine afirmou que esse pedido de desculpas foi obtido “sob tortura”. Na audiência, apareceu com marcas e um curativo na cara.

Nikolaï Daïneko foi detido no domingo durante as leituras de poesia e recebeu uma multa por “manifestação não autorizada”. Daïneko foi libertado e preso novamente na segunda-feira, segundo a OVD-Info.

2022-09-28
22:46

Ameaça nuclear de Putin “deve ser levada a sério”, diz analista

A designada “ameaça nuclear” emitida pelo Presidente russo num recente discurso deve ser “levada a sério”, ainda que não "considerada literalmente", considerou hoje um analista político que participou num debate promovido por um instituto norte-americano.

“Estamos a abordar uma situação considerada impensável. Uma nova realidade”, vincou Eugene Rumer, ex-oficial dos serviços de informações para a Rússia e Eurásia no Conselho de Inteligência Nacional (NIC) dos Estados Unidos e diretor do programa Rússia e Eurásia do Carnegie Endowment Endowment for International Peace, que promoveu este debate virtual.

“A ameaça nuclear vai para além do implícito. Não deve ser considerada literalmente mas deve ser levada a sério. Ainda não sabemos quais serão as circunstâncias, é uma situação com a qual estamos a lidar… concordo que por vezes Putin é impulsivo, mas é obvio que entende há muito tempo a natureza da ameaça que emitiu”, considerou Rumer, numa referência ao discurso do Presidente russo Vladimir Putin da passada quarta-feira.

O debate promovido por este instituto norte-americano de pesquisa sobre assuntos internacionais, fundado em 1910 e com sede em Washington, centrou-se numa questão crucial e o tema da iniciativa: “Que futuro para a Ucrânia?”.