Em atualização

GUERRA AO MINUTO | Rússia não fará “quaisquer pausas nas hostilidades” durante negociações. Ataque a Dnipro mata 8 pessoas

Todas as informações mais recentes sobre o conflito na Ucrânia, que começou a 24 de fevereiro de 2022
2024-04-19

O que está a acontecer

2024-04-19
11:54

G7 está a ver se pode recorrer aos ativos russos congelados

O G7 está a analisar a possibilidade de utilizar os ativos russos no Ocidente e não apenas os juros dos fundos, revelou o ministro italiano dos Negócios Estrangeiros, Antonio Tajani. O Ocidente congelou cerca de 300 mil milhões de dólares (cerca de 281 mil milhões de euros) de ativos soberanos russos. 

2024-04-19
11:35

Ataque a Dnipro mata oito pessoas

O ataque russo a Dnipro matou oito pessoas e deixou 25 feridas. Entre as vítimas mortais estão dois menores, uma rapariga de 14 anos e um rapaz de oito, como relata Dmytro Kuleba, ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, numa publicação feita na rede social X.

2024-04-19
11:28

Rússia não fará “quaisquer pausas nas hostilidades” durante negociações

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, afirmou que a Rússia está “pronta para negociações”, mas rejeita parar os ataques em território rusos. “Não faremos quaisquer pausas nas hostilidades durante as negociações. O processo deve continuar”, acrescentou em declarações à imprensa russa.

2024-04-19
11:11

Ucrânia recebe mais de 500 milhões de euros do Banco Europeu de Investimento

A Ucrânia vai receber 560 milhões de euros do Banco Europeu de Investimento para infraestruturas de energia e transportes, anunciou o governo ucraniano, citado pela Reuters.

2024-04-19
10:43

Zelensky visita linha da frente na região de Donetsk

O presidente da Ucrânia visitou, esta sexta-feira, um pelotão médico de paraquedistas na frente de batalha na região de Donetsk, no leste do país.

“Hoje, a região de Donetsk. Visitei os nossos defensores que estão em tratamento”, escreveu Volodymyr Zelenky no canal de Telegram, cita a Reuters.

2024-04-19
09:22

“Os nossos parceiros possuem as capacidades necessárias. Isso foi demonstrado nos céus do Médio Oriente e deverá funcionar também na Europa” - Zelensky volta a pedir apoio aos aliados

Numa publicação feita na rede social X - na qual lamenta mais um ataque russo em Dnipro - o presidente ucraniano volta a instar os aliados a reforçar a capacidade aérea da força aérea da Ucrânia.

“A Rússia deve ser responsabilizada pelo seu terror e todos os mísseis e drones “Shahed” devem ser interceptados. O mundo pode garantir isso e os nossos parceiros possuem as capacidades necessárias. Isto foi demonstrado nos céus do Médio Oriente e deverá funcionar também na Europa”, escreve Volodymyr Zelensky.

2024-04-19
09:19

Orpo diz que UE deve ajudar a Finlândia a impedir a chegada de migrantes da Rússia

A União Europeia deve tomar medidas para ajudar a Finlândia a evitar o afluxo de imigrantes através da Rússia, afirmou o primeiro-ministro finlandês, Petteri Orpo, citado pela Reuters.

2024-04-19
09:14

Duas pessoas foram detidas na Polónia por suspeita de terem atacado um assessor de Navalny

Duas pessoas foram detidas na Polónia por suspeita de terem atacado Leonid Volkov, um dos principais assessores exilados do falecido líder da oposição russa Alexei Navalny, noticia a Reuters, que cita a agência noticiosa estatal polaca PAP, citando o presidente lituano Gitanas Nauseda.

2024-04-19
07:44

Exército ucraniano destruiu bombardeiro estratégico russo Tu-22

O exército ucraniano afirmou ter destruído um caça-bombardeiro estratégico russo Tu-22, na sequência do ataque russo com mísseis e drones a cidades ucranianas na sexta-feira.
 
"Pela primeira vez, unidades de mísseis antiaéreos da Força Aérea, em cooperação com a Inteligência de Defesa da Ucrânia, destruíram um bombardeiro estratégico de longo alcance Tu-22M3, transportador de mísseis de cruzeiro Kh-22 usados por terroristas russos para atacar cidades ucranianas pacíficas", afirmou o comandante da Força Aérea, Mykola Oleshchuk, em comunicado através do Telegram.
 

2024-04-19
07:44

Pelo menos oito mortos em ataque russo com mísseis a Dnipropetrovsk

Pelo menos oito pessoas morreram ´´em Dnipropetrovsk, no sul da Ucrânia, quando a Rússia atacou a região com vários mísseis, anunciou fonte militar ucraniana.

"Oito pessoas foram mortas, incluindo duas crianças pequenas", escreveu o chefe da administração militar ucraniana na zona, Serguii Lisak, na plataforma de mensagens Telegram, calculando pelo menos 25 feridos.

Um balanço anterior das autoridades dava conta de pelo menos um morto e nove feridos.

Parte dos mísseis russos aterraram na capital regional de Dnipro, onde atingiram um edifício de cinco andares, provocando vítimas mortais.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, condenou o ataque e referiu danos na estação de comboios de Dnipro, cidade com cerca de um milhão de habitantes perto da linha da frente.

"Temos de derrotar o terror russo", escreveu Zelensky no Telegram, pedindo novamente aos aliados que enviem mais sistemas de defesa aérea para poderem abater "todos os mísseis e todos os [drones] Shahed" usados por Moscovo.

2024-04-19
07:00

Chasiv Yar, a nova "fortaleza da ucraniana" que vai ser o epicentro da guerra

Toda a frente de batalha na direção de Bakhmut depende desta pequena cidade. A sua queda pode transformar-se num prenuncio de tragédia para a Ucrânia. Para a Rússia, a incapacidade em conquistar esta pequena cidade pode, no entanto, obrigar Moscovo a desistir do Donbass
Leia mais aqui
2024-04-19
06:57

Zelensky pede defesas aéreas adicionais na sequência do ataque na região de Dnipropetrovsk

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky apelou ao reforço das defesas aéreas na sequência do ataque mortal da Rússia na região de Dnipropetrovsk, na sexta-feira.
 
"A Rússia tem de ser responsabilizada pelo seu terrorismo e todos os mísseis, todos os Shahed têm de ser abatidos. O mundo pode garantir isso e os nossos parceiros têm as capacidades necessárias", afirmou Zelensky. 

2024-04-19
06:28

Um morto e nove feridos em ataques da Rússia no sul ucraniano

Pelo menos uma pessoa morreu e nove ficaram feridas na sequência de ataques da Rússia, na noite de quinta-feira, na região de Dnipropetrovsk, no sul da Ucrânia, anunciaram as autoridades.

Uma mulher morreu em Sinelnykivskyi, sudeste da cidade de Dnipro, escreveu o governador regional Serguii Lysak na plataforma de mensagens Telegram, sem dar pormenores.

"Um edifício de cinco andares está em chamas em Dnipro. Está parcialmente destruído. Poderá haver pessoas sob os escombros", declarou Lysak, referindo ainda danos em Kryvyi Rig, sudoeste de Dnipro.

Nove pessoas ficaram feridas no ataque no centro da cidade, disse, por sua vez, o presidente da Câmara de Dnipro, Borys Filatov.

Na Rússia, o governador da região de Belgorod, Vyacheslav Gladkov, anunciou que foram abatidos 25 projéteis quando se dirigiam para a cidade próxima da fronteira ucraniana.

Não se registaram feridos, escreveu Gladkov no Telegram, referindo, porém, vários edifícios danificados.

2024-04-18
20:36

Agência de Energia Atómica informada de novo ataque à central nuclear de Zaporizhzhia

Central nuclear de Zaporizhzhia (Ministério da Defesa da Rússia/AP)

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) confirmou hoje ter sido informada de um novo ataque com ‘drones’ na central nuclear ucraniana de Zaporizhzhia, que, embora não tenha provocado danos, expôs mais uma vez o risco de um desastre.

Em comunicado, a AIEA adverte que, se a tentativa de ataque ao centro de formação da central nuclear se confirmar, seria um incidente “extremamente preocupante”.

Este terá sido o terceiro ataque contra o centro de formação relatado recentemente, depois de dois incidentes semelhantes ocorridos na semana passada, assinalou Rafael Grossi, diretor-geral da AIEA citado no comunicado.

Grossi afirma que a central nuclear “informou a equipa da AIEA destacada no local que o ‘drone’ tinha sido neutralizado, sem dar mais detalhes”, e que ao mesmo tempo, na manhã de hoje, os especialistas da agência ouviram uma explosão.

O acesso ao centro foi negado por alegadas razões de segurança aos técnicos da AIEA que queriam avaliar o incidente, embora esteja situado fora do perímetro da central nuclear, explicou Grossi.

“O incidente ocorre menos de duas semanas depois de uma série de ataques de ‘drones’ terem aumentado significativamente as preocupações sobre a já precária situação de segurança nuclear na maior central nuclear da Europa, localizada na linha da frente do conflito”, sublinha o responsável da AIEA.

2024-04-18
20:16

Primeiro-ministro ucraniano encontrou-se com o líder dos republicanos no Senado

De visita a Washington D.C., o primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, reuniu-se com o líder dos republicanos no Senado, Mitch McConnell.

"O apoio bipartidário do Congresso é extremamente importante para a Ucrânia. Falámos sobre a necessidade de armas e de financiamento do nosso país. Esperamos que o projeto de lei sobre o pacote de ajuda à Ucrânia seja votado o mais rapidamente possível. Agradecemos ao Senado por apoiar consistentemente iniciativas para o nosso país", escreveu Shmyhal no X.

2024-04-18
19:43

Conselho Europeu quer mais tarifas nas importações de alguns produtos agrícolas russos e bielorrussos

Os líderes da União Europeia querem a imposição de tarifas adicionais sobre a importação de alguns produtos agrícolas russos e bielorrussos.

O pedido consta do comunicado emitido pelo Conselho Europeu no final da cimeira desta semana.

"O Conselho Europeu (...) incentiva o Conselho e a Comissão a prosseguirem os trabalhos, em especial sobre (...) a imposição de novas tarifas aduaneiros sobre certas importações para a União Europeia de produtos agrícolas russos e bielorrussos, tendo simultaneamente em conta o impacto no mercado único e assegurando que o trânsito dessas mercadorias para os países em desenvolvimento não seja afetado", pode ler-se na nota.

2024-04-18
19:19

Zelensky reuniu-se com o vice chanceler e ministro da Economia da Alemanha em Kiev

O presidente ucraniano reuniu-se esta quinta-feira com o vice chanceler e ministro da Economia da Alemanha, Robert Habeck, em Kiev.

"Falámos sobre a intensificação do terror russo com mísseis contra a Ucrânia. É importante continuar a reforçar a defesa aérea do nosso país com sistemas modernos de fabrico ocidental", escreveu Volodymyr Zelensky no Telegram sobre a reunião que ambos tiveram no palácio presidencial.

"Estou grato à Alemanha e a toda a sociedade alemã pela sua ajuda muito significativa à Ucrânia durante toda a guerra. É difícil sobrevalorizar a decisão da Alemanha de nos apoiar com o novo sistema Patriot. A defesa do céu é a nossa prioridade atual", completou o líder ucraniano.

2024-04-18
18:57

Rússia denuncia apreensão de casa de empresário russo pelas autoridades francesas

A Rússia condenou hoje a apreensão da casa de campo no sudoeste de França propriedade do empresário russo Artur Ocheretny, afirmando que a decisão ameaça os "fundamentos" do sistema jurídico francês.

"Qualquer violação da propriedade privada é, a priori, ilegal", declarou aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, acrescentando que "desta forma, as autoridades francesas estão a minar os fundamentos do seu sistema jurídico".

A vivenda, localizada na cidade costeira de Anglet, foi apreendida em dezembro de 2023 no âmbito de uma investigação sobre suspeitas de branqueamento de capitais agravado, informou na quarta-feira o Ministério Público de Paris.

De acordo com a revista francesa Challenges, a casa de estilo Art Deco pertence ao empresário russo Artur Ocheretny, casado atualmente com Lyudmila Ocheretnaya, ex-mulher do Presidente russo, Vladimir Putin, com que foi casada entre 1983 e 2013, na altura com o nome de Lyudmila Putina.

A propriedade, conhecida como "Souzanna", foi comprada em dezembro de 2013 por 5,4 milhões de euros, segundo o Ministério.

2024-04-18
18:37

Governo suíço vai alocar mais de cinco mil milhões de euros para a reconstrução da Ucrânia nos próximos 12 anos

O governo suíço anunciou esta quinta-feira em comunicado que vai alocar, até 2036, cinco mil milhões de francos suíços, cerca de 5,15 mil milhões de euros, para a reconstrução da Ucrânia.

"Nos próximos doze anos, o Conselho Federal tenciona reforçar o seu apoio à reconstrução da Ucrânia e promover a cooperação com o setor privado. Para o efeito, prevê gastar 5 mil milhões de francos suíços até 2036", pode ler-se na nota.

De acordo com a mesma fonte, até 2028 serão gastos 1,5 mil milhões de euros, sendo os restantes 2,5 mil milhões gastos nos oito anos seguintes.

2024-04-18
18:11

Montenegro diz que Portugal não tem capacidade para enviar Patriot para a Ucrânia

O primeiro-ministro reconheceu hoje que Portugal não está entre os países que podem disponibilizar sistemas de defesa antiaérea à Ucrânia, mas considerou que o apelo de Zelensky “caiu fundo” nos Estados-membros da União Europeia (UE).

“Esse apelo caiu fundo em todos os Estados da UE e aqueles que têm maior capacidade anunciaram a sua predisposição de, num futuro próximo, poder reforçar essa mesma capacidade, ajudando a Ucrânia”, disse Luís Montenegro, em conferência de imprensa, em Bruxelas.

No final da sua primeira reunião do Conselho Europeu, o primeiro-ministro admitiu que “há países que já o anunciaram, à cabeça dos quais está a Alemanha”, que antecipou que iria enviar mais um sistema de defesa antiaérea MIM-104 Patriot.

“Nós, por exemplo, em Portugal, infelizmente, não dispomos de meios para poder colaborar nesse domínio”, admitiu Luís Montenegro.