Saiba tudo sobre o Euro aqui

Espanha, o candidato renovado por De la Fuente

15 jun, 09:40
Espanha (AP Photo/Manu Fernandez)

GRUPO B

Luis de la Fuente, vindo do escalão de sub-21, assumiu o comando técnico da Seleção principal, para substituir Luís Enrique após um Mundial 2022 de desilusão. Desde a sua entrada, procedeu a uma renovação, onde se destacam o central Robin Le Normand e o extremo Lamine Yamal.

O sistema mais utilizado é o 4x2x3x1, mas por vezes adapta-se para um 4x1x4x1 em processo ofensivo, ou um 4x1x3x2, em momento defensivo.

Momento Ofensivo

Em situação de pontapé de baliza, a seleção espanhola procura a saída do central para o GR, para atrair os avançados adversários e geralmente Unai Simón é quem decide como a jogada vai prosseguir. Pode prosseguir com jogo apoiado, mas geralmente, e com equipas que pressionam alto, procura o jogo longo na referência ofensiva que geralmente é o avançado, Álvaro Morata, ou um jogador no corredor, o extremo ou o lateral.

Com a equipa mais próxima da baliza adversária, geralmente colocam-se com os quatro defesas a construir, com os médios em 1-2, ou seja um médio defensivo e dois médios interiores, e os extremos a garantirem largura. Desta forma, procuram abrir espaços, ou por dentro, ou por fora e depois é a partir daí que procuram acelerar o jogo. A chegada a zonas de finalização é feita com muitos jogadores, com laterais a envolverem-se e os dois médios ofensivos também, podendo procurar situações de cruzamento, ou combinações para depois um dos médios ou avançado atacar a profundidade.

Momento Ofensivo: Construção, com a bola a sair do central para o GR, para atrair pressão, e este decide jogar longo num dos corredores
Momento Ofensivo: Chegada a zonas de finalização com muitos jogadores

Momento Defensivo

A equipa de De La Fuente, assume no momento defensivo uma atitude pressionante, em todo o campo, para obrigar o adversário a errar e procurar conquistar a bola o mais rapidamente possível. Em pressão alta, varia entre o 4x4x2 e o 4x1x3x2, é uma pressão alta e agressiva, fazendo com que os adversários sejam obrigados a jogar longo.

Em bloco médio, a equipa assume na mesma um 4x4x2, no entanto o médio ofensivo, pode por vezes procurar estar nas costas do avançado de forma a evitar passes num médio que possa baixar. Em zonas de cruzamento, ou de finalização, geralmente em organização defensiva estão muito coordenados, com os médios, geralmente, a fazerem coberturas aos laterais, permitindo que a restante defesa consiga se posicionar adequadamente dentro da área.

A principal lacuna defensiva dos espanhóis é a transição defensiva, como atacam com muita gente, por vezes estão apenas os dois defesas centrais para defender contra-ataques adversários.

Momento Defensivo: Momento de Pressão alta, posicionados em 4x4x2
Momento Defensivo: Dificuldades na transição Defensiva da equipa Espanhola, feita apenas com 2H e com o avançado adversário em vantagem posicional

Jogador Destaque:

Rodri. Há quem diga que foi uma das razões do City ter tido o sucesso que teve na época passada. É um dos melhores jogadores do Mundo. É um jogador de equilíbrios, um recuperador de bolas nato, mas que alia a isso, a capacidade de conseguir encontrar sempre uma boa linha de passe para a sua equipa progredir com bola.

Jogador Promessa:

Lamine Yamal vai participar, aos 16 anos, na sua primeira grande competição de seleções. É a mais recente jovem promessa vinda da La Masia, academia de formação do Barcelona, e destaca-se pela sua capacidade de drible, imprevisibilidade e criatividade. No modelo de jogo da seleção espanhola enquadra-se na perfeição, porque utilizam muito os extremos para desequilibrar.

Euro 2024

Mais Euro 2024

Mais Lidas

Patrocinados