Incêndio deflagra no maior navio de cruzeiro do mundo

CNN , Francesca Street
27 jun, 13:01

É maior navio de cruzeiro do mundo: pode transportar quase 10 mil pessoas, tem sete piscinas, um extravagante carrossel às riscas, bosques de vegetação tropical e contorcidos escorregas de água. Esta semana, teve um incêndio a bordo, que foi rapidamente controlado

A tripulação a bordo do maior navio de cruzeiro do mundo, o Icon of the Seas, foi chamada a combater um incêndio esta semana, quando o gigantesco navio estava atracado num porto no México.

O "pequeno incêndio" foi "rapidamente extinto" depois de ter deflagrado na terça-feira, confirmou o porta-voz do operador do navio, a Royal Caribbean, à CNN.  A companhia de cruzeiros afirmou que não houve feridos e que o impacto geral a bordo foi "mínimo".

O recordista Icon of the Seas - que tem quase 365 metros de comprimento e 250.800 toneladas brutas - estava atracado na Costa Maya, México, quando ocorreu o incidente. O navio ficou sem energia durante um breve período, tendo a energia de reserva sido imediatamente ativada.

O porta-voz da Royal Caribbean confirmou que os membros da tripulação controlaram o incêndio, explicando que toda a tripulação tem formação para lidar com este tipo de situações.

Durante o incidente, os anúncios a bordo alertaram os passageiros para o que estava a acontecer, de acordo com a companhia de cruzeiros. Os utilizadores das redes sociais num grupo do Facebook do Icon of the Seas falaram de uma pequena perturbação no seu dia, mas os procedimentos voltaram rapidamente ao normal.

O Icon of the Seas, orçado em dois mil milhões de dólares (1,87 mil milhões de euros), fez manchetes quando o navio foi lançado no início deste ano, com as suas sete piscinas - incluindo um parque aquático de quase 1600 metros quadrados que bateu o recorde. O itinerário atual do navio não foi afetado pelo incêndio e o navio está agora a caminho da ilha mexicana de Cozumel.

Em março, um incêndio deflagrou num navio da Carnival Cruise Lines, com imagens da cauda do navio em chamas a serem captadas por um passageiro.

Em declarações à CNN, um porta-voz da Royal Caribbean afirmou que os pequenos incêndios "não são comuns, mas também não são invulgares" nos navios de cruzeiro, mas são normalmente tratados rapidamente e com o mínimo de perturbação para os passageiros.

Viagens

Mais Viagens

Na SELFIE

Mais Lidas

Patrocinados