Itália
93'
2 - 1
Albânia

Mais de 252 mil eleitores inscreveram-se para votar antecipadamente - mais do que os inscritos para as legislativas

Agência Lusa , BCE
31 mai, 18:57
Direito de voto no dia de voto antecipado (LUSA)

Prazo para o voto antecipado terminou esta quinta-feira

Mais de 252 mil eleitores inscreveram-se para votar antecipadamente em mobilidade no domingo, uma semana antes das eleições europeias, anunciou o Ministério da Administração Interna (MAI).

De acordo com os dados, inscreveram-se para votar em mobilidade para as eleições europeias 252.209 eleitores, número mais de 20% superior aos 208.007 que optaram pelo voto antecipado nas últimas eleições legislativas, de 10 de março passado.

Os eleitores recenseados no território nacional puderam inscrever-se até quinta-feira para votar antecipadamente no próximo domingo, uma semana antes das eleições europeias, agendadas para 9 de junho.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, Luís Montenegro, anunciaram que irão votar antecipadamente para as eleições europeias, para as quais são chamados a votar mais de 10,8 milhões de portugueses, que escolherão 21 dos 720 eurodeputados.

Em Portugal, concorrem às eleições europeias 17 partidos e coligações: a AD, PS, Chega, IL, BE, CDU, Livre, PAN, ADN, MAS, Ergue-te, Nova Direita, Volt Portugal, RIR, Nós Cidadãos, MPT e PTP.

Portugal registou nas europeias de 2019 a pior taxa de abstenção (68,6%) desde que pertence à União Europeia, em contraciclo com a participação na Europa - cerca de 50%.

Para tentar inverter essa tendência - além do voto antecipado de doentes, presos e no estrangeiro, ou do voto antecipado, no domingo 02 de junho - este ano há uma nova modalidade, só possível por existirem “cadernos eleitorais desmaterializados”.

No dia 9 de junho, os eleitores portugueses vão poder votar em qualquer parte do país, ou também na véspera, se estiverem no estrangeiro.

Os cidadãos não têm de informar previamente ou fazer uma inscrição para irem votar fora da sua mesa de voto habitual, ou seja, basta aparecer num local de votação.

No próximo domingo, quem se inscreveu para voto antecipado, poderá exercer o seu direito no município que escolheu quando solicitou o voto antecipado.

Caso o eleitor se tenha inscrito para votar antecipadamente mas não consiga exercer esse direito na data prevista, 02 de junho, poderá votar no dia das eleições, 09 de junho.

A modalidade de voto antecipado em mobilidade foi instituída com a entrada em vigor da Lei Orgânica n.º 3/218, por ocasião da eleição de deputados portugueses ao Parlamento Europeu em 2019.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados