Conceição: «Varandas? Ouço e tiro conclusões, mas o importante não é isso»

Ricardo Gouveia , Estádio Nacional, em Lisboa
25 mai, 21:05
FC Porto-Boavista (Manuel Fernando Araújo/Lusa)

Treinador do FC Porto desvalorizou discurso polémico do presidente do Sporting antes do final da Taça de Portugal

O polémico discurso de Frederico Varandas a pedir aos jogadores do Sporting para que «rebentassem» com o rival na final da Taça de Portugal não fez mossa a Sérgio Conceição. O treinador diz que só ouve quem está na ficha de jogo e não será o caso do presidente do Sporting.

«Estou atento e estive atento ao Rúben Amorim e ao Trincão, de quem está na folha e intervém no jogo. Não estou atento às outras pessoas dos clubes e que não fazem parte da ficha de jogo», começou por dizer.

Rubem Amorim assumiu que, se fosse ao contrário, tinha colocado a frase de Varandas em todos os ecrãs da Academia de Alcochete, mas Conceição voltou a desvalorizar e diz que o foco está em ganhar o jogo este domingo.

«São opiniões, tenho de olhar para o discurso do Rúben para esmiuçar alguma coisa para amanhã. Para mim conta o jogo de amanhã, como poder parar o Sporting, como atacar o Sporting, uma equipa que fez muitos golos e no processo defensivo anda perto de ser a melhor defesa, que fomos nós. Temos de olhar para a ficha de jogo. Os treinadores que estão no banco, isso é que é importante. O resto não dou importância. Vejo e ouço, tiro conclusões, mas o importante não é isso», destacou ainda

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados