Conceição também adianta onze do Sporting: «Não é difícil»

Ricardo Gouveia , Estádio Nacional, em Lisboa
25 mai, 20:31

Treinador do FC Porto ouviu Ruben Amorim e também avançou com a equipa provável do adversário para a final deste domingo

Sérgio Conceição ouviu atentamente a conferência de imprensa em que Ruben Amorim anunciou o onze provável do FC Porto para a final da Taça de Portugal e também avançou o onze do Sporting que espera encontrar amanhã no relvado do Jamor na final da Taça de Portugal.

«Não é difícil, querem que o diga? Então eu digo. O Diogo Pinto é evidente. Os três centrais vão ser o Diomande, o Coates e o Gonçalo Inácio. Os laterais são o Geny e o Nuno Santos, neste caso são são mais alas. No meio-campo joga o Morita e o Hjulmand. Na frente o Trincão, o Viktor [Gyokeres] e o Pote. Cabe-nos a nós perceber o que podemos encontrar no início do jogo, mas também no decorrer do mesmo», destacou.

O treinador do FC Porto diz que é fácil desmontar a equipa e a estratégia do Sporting, mas também diz que é preciso muita concentração para travar o adversário deste domingo.  «A equipa do Sporting, se olhamos para a sua estrutura, para a dinâmica, parece fácil de desmontar. Tem muita largura, ataca a profundidade com muita facilidade. Quem o faz, quem provoca isso é fácil de perceber. Mas depois fica difícil se não estivermos concentrados, focados, em contrariar essa estratégia.

Ruben Amorim também disse que Sérgio Conceição é o treinador que lhe colocou mais dificuldades na Liga. Sérgio Conceição não diz o mesmo, mas retribui nos elogios. «É um treinador que aposta, dentro daquilo que é o 3x4x3 ou 3x5x2, em muitas nuances dentro de jogo, que dificulta a vida ao adversário. Tem sido um treinador muito capaz, vai ter um futuro grande. Enfim, não digo que é o mais difícil, mas é um treinador com uma equipa difícil de contrariar», acrescentou.

Quanto ao jogo deste domingo. «Começo por dar os parabéns ao Ruben. Estas conferências não são fáceis. As perguntas são mais feitas para o clique do que propriamente pela verdadeira opinião que os treinadores e jogadores sentem e vivem nestes momentos. Espero um jogo difícil, frente a uma equipa bem orientada, com um treinador com qualidade, com jogadores individualmente fortes, um coletivo forte também. Trabalhámos para um jogo que pode ter prolongamento e penaltis, trabalhámos para ganhá-lo. É um jogo que pode dar um título», destacou ainda.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados