Eslovénia
17:00
0 - 0
Dinamarca

Boeing atingido por turbulência severa caiu 54 metros em 4,6 segundos

29 mai, 22:08
Avião da Singapore Airlines que teve de aterrar de emergência após turbulência "severa" (Pongsakorn Rodphai via AP)

É uma das conclusões que constam num relatório preliminar

O Boeing 777 da Singapore Airlines que experienciou um episódio de turbulência severa, do qual resultou um morto e dezenas de feridos, caiu cerca de 54 metros em 4,6 segundos.

É uma das primeiras conclusões do relatório preliminar da investigação em curso ao incidente, que teve lugar no passado dia 21 de maio.

A análise mostra que o avião fez descidas e subidas acentuadas, deixando feridos aqueles que não tinham os cintos de segurança apertados: ficaram suspensos no ar, acabando depois por chocar com os seus lugares.

O voo cruzou-se com a turbulência a uma altitude de 37 mil pés, o correspondente a cerca de 11 mil metros, quando sobrevoava Myanmar.

Os investigadores extraíram dados das caixas negras do avião, bem como do gravador de voz no cockpit. 

O avião foi controlado de forma manual durante 21 segundos, antes de ser reativado o piloto automático.

Os pilotos iniciaram a descida cerca de 17 minutos depois do episódio de turbulência, não voltando a registar este tipo de perturbação até aterrarem.

Perante a existência de passageiros feridos, o voo - com origem em Londres e tendo como destino Singapura - acabou por divergir para Banguecoque, na Tailândia.

Um passageiro de 73 anos, de nacionalidade britânica, morreu de ataque cardíaco.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados