6 fantásticas viagens de comboio na Ásia, para gastronomia, paisagens e cultura

CNN , Kate Springer
8 jan, 09:00
CNN Ásia
CNN Ásia

PUB

A pandemia da covid-19 impediu muitas reuniões familiares, casamentos em outros destinos e viagens há muito aguardadas. E embora alguns viajantes sintam falta do ritmo alucinante das viagens de 2019, outros tencionam ajustar o seu estilo de viajar completamente.

Segundo o inquérito Tendências de Viagens Globais 2021 realizado a 8 mil viajantes a nível mundial pela American Express, 68% manifestou interesse em viagens mais sustentáveis; 78% disse que procura experiências de viagem para aliviar o stress; e 61% disse querer viagens mais sossegadas e longas do que as realizadas no passado.

PUB

Uma viagem de comboio poderá ser a solução para quem tem uma visita à Ásia debaixo de olho em 2022.

Desde ziguezaguear pelas montanhas escarpadas na zona centro de Taiwan a uma viagem ferroviária digna de um marajá em Rajastão, estas viagens de comboio panorâmicas oferecem algumas das paisagens mais bonitas da Ásia e uma oportunidade imperdível de descansar e reconectar com entes queridos.

Belmond Eastern & Oriental Express, Banguecoque a Singapura

PUB
PUB
PUB
Os passageiros do Belmond Eastern & Oriental Express desfrutam de gastronomia gourmet

Já devem ter ouvido falar do Expresso do Oriente, uma viagem de comboio de longa distância, frequentemente romantizada, entre Paris e Istambul (embora a rota variasse) que operou de 1883 a 2009.

Depois de o serviço rodoviário ter terminado, o grupo hoteleiro Belmond adquiriu as carruagens e criou a sua própria coleção de aventuras ferroviárias românticas que canaliza a graciosidade e o esplendor do seu homônimo.

Na Ásia, os viajantes podem desfrutar do charme de antigamente a bordo do Belmond Eastern & Oriental Express, numa viagem de quatro dias entre Banguecoque e Singapura, com paragens no rio Kwai (um comovente marco da Segunda Guerra Mundial), Kanchanaburi e Kuala Lumpur.

O comboio parece um hotel itinerante graças às suas experiências de gastronomia gourmet, janelas panorâmicas, bonitos painéis de cerejeira e bordados de seda malaia.

A carruagem de observação na parte de trás do comboio é outro destaque. Neste deck de madeira de teca, os passageiros podem desfrutar de um cocktail numa cadeira de vime, enquanto veem a paisagem a passar.

PUB
PUB
PUB

Dia após dia, a viagem também inclui muitas experiências culturais. Num dia, os passageiros poderão admirar arquitetura Peranakan em George Town; no outro, podem visitar plantações de bananas ou andar de bicicleta pelos arrozais tailandeses.

De novo a bordo, o pequeno-almoço na cama faz começar o dia com o pé direito. O chá das cinco, a hora dos cocktails com piano ao vivo e jantares de quatro pratos invocam o romance e luxo do original Expresso do Oriente.

Seven Stars, Kyushu, Japão

Os comboios-bala do Japão podem ser famosos pela sua velocidade, mas uma viagem no comboio cruzeiro Seven Stars em Kyushu, com as suas carruagens-cama de luxo, é uma experiência mais exclusiva.

Há vários candidatos para a melhor viagem ferroviária do Japão, mas se os viajantes procuram paisagens e conforto, é difícil superar o Seven Stars.

Ao contrário dos famosos comboios-bala do Japão, o Seven Stars assume um ritmo mais lento, percorrendo graciosamente as sete prefeituras de Kyushu, permitindo aos passageiros absorver tranquilamente as dramáticas vistas de montanha e mar.

PUB
PUB
PUB

A ilha fica logo a sul do continente japonês e é um tesouro de beleza natural.

Nesta viagem de quatro dias, os passageiros podem aquecer-se numa onsen (termas quentes) em Beppu, experienciar um ryokan de cinco estrelas (pousada japonesa), aprender sobre o artesanato local na cidade de Oita, e muito mais.

Concebido para ser uma experiência íntima, o comboio cor de vinho pode levar até 26 pessoas por viagem, divididas por 12 suítes em cinco carruagens.

Há quem considere que as suítes têm um encanto retro; outros poderiam chamá-las antiquadas, mas as vistas panorâmicas obtidas de cada carruagem são indiscutíveis.

As outras carruagens albergam o bar e lounge "Blue Moon" e o vagão-restaurante "Jupiter", onde grandes chefs celebram a abundância de ingredientes frescos e sazonais de Kyushu.

À verdadeira maneira japonesa, o comboio é um museu vivo de arte e artesanato. Os passageiros estarão rodeados de beleza e pormenores, desde elaborada marcenaria Kumiko a Aritayaki, a arte de porcelana japonesa.

PUB
PUB
PUB

A melhor forma de explorar o interior montanhoso do Sri Lanka é nos charmosos comboios que sobem pelo campo coberto de plantações de chá.

A ligação entre o antigo reino de Kandy e Ella, uma vila montanhosa a sul, corresponde à sua reputação de excursão imperdível no Sri Lanka. E é perfeita para viajantes que não se incomodam com um pouco de caos.

A carruagem de primeira classe no comboio azul vivo tem ar condicionado e janelas panorâmicas, para que os passageiros possam desfrutar das extensas vistas verdes de suaves colinas, pontes de pedra, penhascos, selvas e majestosas propriedades.

As carruagens de segunda e terceira classe estarão mais apinhadas e não têm lugares marcados, mas é nessas carruagens que os viajantes podem sentar-se com as pernas penduradas do lado de fora da porta ou esticar a cabeça fora da janela para sentirem a brisa da montanha no cabelo.

Pelo caminho, vendedores abrem caminho por entre as multidões, oferecendo uma variedade de chamuças, bolos e chá.

A viagem demora entre sete e nove horas e os bilhetes custam entre 80 cêntimos e 20 dólares, dependendo da classe das tarifas. No geral, é uma forma inesquecível de se passar o dia.

PUB
PUB
PUB

Palace on Wheels, Rajastan, Índia

O Palace on Wheels oferece excursões de oito dias pelo norte da Índia. Palace on Wheels/Royal Indian Trains

 

Poucas experiências ferroviárias se comparam ao  Palace on Wheels, que percorre os antigos estados majestosos do norte da Índia.

Comecemos pelo comboio em si: Lançado em 1982, conta com carruagens anteriormente utilizadas pela realeza de Rajastan antes da independência, e que foram renovadas em 2009.

Canalizando a opulência do rajá, os passageiros podem esperar tapeçarias de seda e madeiras reluzentes, mobiliário ornamentado e talheres de prata.

Dois vagões-restaurante, um Spa Real e um bar e lounge completam a luxuosa experiência nas áreas comuns.

As 14 carruagens de passageiros, cada uma com o nome de um ex-principado de Rajputana, estão à altura de qualquer hotel de cinco estrelas no que toca a acomodações.

 

O Palace on Wheels está previsto retomar as suas viagens no final de 2022. Palace on Wheels/Royal Indian Trains

 

Cada carruagem está repleta de majestosos detalhes, como lustres, pinturas a óleo, artesanato, intrincado bordado de prata e luxuosos tapetes, com espaço suficiente para incluir uma mini despensa, uma biblioteca e um lounge.

PUB
PUB
PUB

A maioria das cabines tem duas camas individuais, e há também as cabines Super Deluxe com camas queen-size.

A funcionar entre setembro e abril, o itinerário de oito dias começa na capital Deli antes de se dirigir para o noroeste da Índia, onde fortes históricos, palácios, bazares, locais considerados património mundial pela UNESCO e extensos parques nacionais aguardam os passageiros.

As paragens em Jaipur, Udaipur, Jaisalmer, Jodhpur e outras cidades garantem aos passageiros tempo para explorar a História e legado da região.

Tem tudo que ver com slow travel e experiências imersivas que oferecem aos viajantes a oportunidade de ver tigres no Parque Nacional de Ranthambore, desfrutar do palácio real na cidade de Udaipur, bebericar cocktails ao entardecer nas dunas nos arredores de Jaisalmer e explorar o Parque Nacional Keoladeo.

Antes de regressar à capital, o comboio faz uma última paragem em Agra, a cidade do Taj Mahal.

O comboio tem estado parado desde março de 2020 devido à covid-19, mas está prevista uma grande renovação em maio de 2022 para depois retomar as suas viagens regulares em setembro de 2022.

PUB
PUB
PUB

Linha férrea da Floresta de Alishan, zona centro de Taiwan

A histórica linha férrea da Floresta de Alishan em Taiwan tem como destino a estação mais elevada da ilha.  Cortesia: Liao Yuan-chiao

 

Há muito que as viagens de comboio são um cartão de visita em Taiwan, que conta com uma deslumbrante mistura de paisagens de floresta, montanha e mar.

Um dos percursos mais bonitos é a linha férrea da Floresta de Alishan, uma linha férrea centenária usada pela indústria madeireira, e relançada como experiência turística em 1933.

As históricas locomotivas a diesel percorrem 70 quilómetros, desde a cidade de Chiayi na zona central de Taiwan até ao topo das montanhas Alishan, ziguezagueando montanhas acima até à estação de Chushan, a mais elevada de Taiwan.

Durante a viagem de três horas, os passageiros passarão por mais de 50 túneis, 75 pontes e vários tesouros naturais, desde rios a cascatas a densa floresta de ciprestes e cumes de montanhas envoltos em névoa.

É também um favorito entre os amantes de viagens de comboio, que elogiam o impressionante percurso da linha, que essencialmente serpenteia pela montanha acima, até mesmo pelos declives mais íngremes.

PUB
PUB
PUB

Ao contrário de outras viagens de comboio, os passageiros podem entrar e sair para fazer pequenos desvios, incluindo caminhadas curtas até um observatório, uma visita a uma plantação de chá oolong ou um piquenique nas margens de um lago.

The Vietage, Vietname

O The Vietage transporta apenas 12 passageiros numa viagem de seis horas pela zona central do Vietname.   The Vietage

 

Os viajantes podem já ter ouvido falar do vietnamita Expresso da Reunificação, uma linha de 1600 quilómetros que liga a cidade de Ho Chi Minh no sul a Hanoi no norte.

O que falta à viagem de 30 horas em termos de serviços e luxos é compensado pela paisagem, ao passar pelo desfiladeiro de Hai Van, as praias de Lang Co e arrozais quase omnipresentes.

Mas esta viagem sem luxos não é para todos. Para viajantes que procuram uma experiência mais confortável, o The Vietage oferece um contraste gritante… e um preço a condizer: 350 dólares por pessoa para um bilhete só de ida.

Lançado pelo grupo Anantara Hotels em 2020, a viagem de comboio de seis horas transporta apenas até 12 passageiros através da zona central do Vietname, entre Da Nang e Quy Nhon, local do antigo reino de Cham.

PUB
PUB
PUB

A paisagem é tão tranquila como luxuriante: búfalos-asiáticos pastam em vastos campos abertos, aldeias humildes passam rapidamente e campos incrivelmente verdejantes imploram para ser fotografados.

A bordo, mesas de mármore, painéis de vime e cabines privadas invocam o romantismo das viagens de comboio vintage.

Os bilhetes também incluem uma refeição de três pratos franceses com influências vietnamitas, vinho e cerveja à discrição e, ainda, uma massagem à cabeça e ombros.

Imagem superior: O Belmond Eastern & Oriental Express viaja por Kanchanaburi, na Tailândia.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Viagens

Mais Viagens

Patrocinados