Condutor que destruiu café em Monforte detido pela PJ e em prisão preventiva

Agência Lusa , DCT
6 fev, 16:46
Carro entra em café de Monforte em ato de vingança. Condutor está em estado grave

O caso remonta à noite de 29 de janeiro, quando um automóvel entrou, alegadamente de forma intencional, num café, em Monforte, provocando seis feridos, um deles grave - o próprio condutor da viatura -, e a destruição parcial do estabelecimento.

O condutor do automóvel que entrou, alegadamente de forma intencional, num café em Monforte (Portalegre), na semana passada, atropelando cinco pessoas, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, revelou esta terça-feira fonte policial.

A fonte da PJ indicou à agência Lusa que o homem, de 38 anos, foi detido por esta polícia, na segunda-feira, na zona de Portalegre, tendo sido, no mesmo dia, presente a primeiro interrogatório judicial no tribunal daquela cidade.

Segundo a mesma fonte, o juiz de instrução criminal de Portalegre aplicou ao detido a medida de coação de prisão preventiva.

O homem está indiciado de cinco crimes de tentativa de homicídio, adiantou a fonte da PJ, referindo que o detido foi encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Elvas, também no distrito de Portalegre.

O caso remonta à noite de 29 de janeiro, quando um automóvel entrou, alegadamente de forma intencional, num café, em Monforte, provocando seis feridos, um deles grave - o próprio condutor da viatura -, e a destruição parcial do estabelecimento.

“Há suspeitas de que o condutor entrou com o veículo ligeiro de passageiros no estabelecimento de forma intencional” e, com isso, destruído parcialmente o café e atropelado cinco pessoas que se encontravam no interior, indicou à Lusa, após a ocorrência, uma fonte da GNR.

Quatro pessoas, três homens e uma mulher, foram assistidas no local, enquanto o ferido grave e um outro ferido ligeiro foram transportados para o hospital, indicou então o Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Alto Alentejo.

De acordo com a informação prestada então por fontes policiais, o condutor teve alta do hospital de Portalegre, para onde tinha sido transportado com ferimentos graves, no dia seguinte ao do atropelamento.

“O veículo partiu a porta de entrada e a montra do café e provocou outros danos no interior do estabelecimento”, tendo depois embatido num outro veículo que se encontrava estacionado, acrescentou, na altura, a fonte da GNR.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados