Juiz salva provas da Operação Influencer

3 mai, 09:16
Operação Influencer: "A atuação geral é perfeitamente normal", diz defesa de Afonso Salema

REVISTA DE IMPRENSA || Buscas da PSP não foram ilegais

O juiz de instrução da Operação Influencer considerou que as buscas da PSP não foram ilegais, indeferindo assim o pedido de Afonso Salema, avança o Expresso.

De acordo com o jornal, Nuno Dias Costa entendeu que o raciocínio da defesa está "inquinado" porque é o Ministério Público que está a fazer a investigação. Por essa razão, a PSP pode fazer as buscas e a Polícia Judiciária não tinha de ser chamada.

"Nas situações em que o Ministério Público, para além da direção da investigação, assumir também ele próprio a prática das diligências investigatórias, apenas delegando nos órgãos de polícia criminal a realização de atos concretos, torna-se desnecessário o legislador regular a escolha do órgão de polícia criminal”, lê-se no despacho citado pelo jornal.

Assim, o juiz determina que todos os indícios recolhidos nas buscas de 7 de novembro de 2023 podem ser usados numa eventual acusação.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados