Croácia
Finalizado
2 - 2
Albânia

Israel resgata quatro reféns em Gaza levados do festival de música pelo Hamas

8 jun, 12:46

As IDF anunciaram, na manhã deste sábado, que resgataram com vida quatro reféns israelitas, de duas localizações, durante uma operação militar em Nusseirat, no centro da Faixa de Gaza

As Forças de Defesa de Israel (IDF) anunciaram este sábado o resgate de quatro reféns das mãos do Hamas. Noa Argamani, Almog Meir Jan, Andrey Kozlov e Shlomi Ziv foram encontrados vivos numa operação militar realizada em Nuseirat, no centro da Faixa de Gaza.

Os quatro reféns, que tinham sido levados durante o festival de música Nova, foram encontrados em "dois locais distintos no coração de Nuseirat", conforme declarado em conjunto pelo exército, polícia e agência de segurança israelitas no Telegram.

Noa Argamani, Almog Meir Jan, Andrey Kozlov e Shlomi Ziv “estão em bom estado de saúde e foram transferidos para o Centro Médico 'Sheba' Tel-HaShomer para mais exames médicos", garantiu o exército. 

Noa Argamani, 25 anos, é uma das reféns mais conhecidas, apareceu numa série de vídeos de propaganda do Hamas divulgados em janeiro. O primeiro vídeo mostrava imagens da jovem ao lado de dois homens, também reféns, e terminava com uma legenda que dizia: "Amanhã, informar-vos-emos do seu destino". Um terceiro e último vídeo mostrava os cadáveres desses dois homens.

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelita, e o presidente Issac Herzog, conversaram com Noa Argamani e garantiram que está em boas condições de saúde. Numa publicação na rede social X está o registo do encontro da jovem com o seu pai. 

Almog Meir Jan, de 21 anos, foi dispensado do serviço militar três meses antes da sua captura. 

Andrey Kozlov, 27 anos, estava a trabalhar como segurança no festival quando foi capturado. É imigrante em Israel, mudou-se há cerca de um ano e meio.

Shlomi Ziv, 40 anos, também estava a trabalhar como segurança no festival. Ziv tinha ido ao festival com mais duas pessoas, Aviv Eliyahu, parente da sua mulher, e Jake Marlowe, um amigo. Ambos foram mortos.

O resgate ocorreu durante uma operação extensiva do exército israelita, visando alvos do Hamas nas regiões centrais de Gaza, incluindo Deir al-Balah e o campo de refugiados de Nuseirat. Intensos ataques aéreos foram relatados na região contra instalações associadas ao Hamas em apoio às tropas terrestres.

Daniel Hagari, porta-voz das IDF, explica que os reféns foram resgatados de duas estruturas centrais de Gaza e que centenas de soldados participaram na operação à luz do dia. Um soldado ficou gravemente ferido, acrescentou Hagari.

Israel confirma que existem ainda mais de 130 reféns israelitas e estima que cerca de um quarto deles possam estar mortos. O resgate dos reféns capturados durante os ataques do Hamas de 7 de outubro continua a ser um dos principais objetivos da campanha militar israelita em Gaza. 

Esta é a terceira operação bem sucedida. Ori Megidish, cabo das IDF, foi resgatado em outubro do ano passado do norte da Faixa de Gaza. Em fevereiro deste ano, as IDF conseguiram resgatar outros dois reféns do sul de Gaza.

Relacionados

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados