Golfe: Bryson DeChambeau volta a vencer o US Open

17 jun, 09:10
Bryson DeChambeau venceu US Open (AP Photo/Frank Franklin II)

Golfista norte-americano ainda foi pressionado pelo norte-irlandês Rory McIlroy, mas segurou a liderança conquistada no sábado

O golfista norte-americano Bryson DeChambeau venceu pela segunda vez o US Open, na última madrugada, segurando, na quarta volta, a liderança conquistada no sábado, no terceiro major do ano, disputado em Pinehurst, na Carolina do Norte.

Bryson DeChambeau, de 30 anos, voltou a conquistar o torneio, reeditando o feito de 2020, depois de, a cinco buracos do fim, o norte-irlandês Rory McIlroy lhe ter roubado o primeiro lugar.

No entanto, o vencedor do major norte-americano em 2011 tremeu e acabou por cometer três bogey (uma acima do par) nos últimos cinco buracos, falhando mesmo dois puts de um metro, em dois deles.

DeChambeau foi mais consistente e assegurou o triunfo, na quarta volta, apesar dos três bogey, compensados por dois birdies (uma abaixo do par), totalizando 71 pancadas (uma acima do par), no seu pior score do torneio.

O norte-americano terminou o US Open com um agregado de 274 pancadas (seis abaixo do par), apenas menos uma do que McIlroy (cinco abaixo do par), que esta segunda-feira conseguiu cinco birdies e quatro bogey, para fechar a jornada com 69 golpes.

Os também norte-americanos Patrick Cantlay e Tony Finau, que protagonizaram juntamente com os seus compatriotas Russell Henley e Sam Burns, a melhor volta ao campo, com 67 pancadas, encerraram o major com 276 pancadas, enquanto o francês Matthieu Pavon foi quinto, com 277.

O sueco Ludvig Aberg, que tinha chegado ao fim de semana na primeira posição, voltou a protagonizar uma volta dececionante, repetindo os 73 golpes na véspera, para um agregado de 281 pancadas (uma acima do par), terminando entre os 12.ºs classificados, empatado com o norte-americano Xander Schauffele, vencedor recente do PGA Championship, hoje cumpriu a volta em 68 pancadas.

O norte-americano Scottie Scheffler, líder do ranking mundial e vencedor do Masters de Augusta em 2022 e 2024, não fez melhor, terminando o torneio entre os 41.ºs colocados, com 288 pancadas.

O líder do ranking mundial e vencedor do Masters em 2022 e 2024 cumpriu, pela primeira vez um major com todas as voltas acima do par, incluindo a de hoje, em 72 pancadas (duas acima).

O também norte-americano Wyndham Clark, vencedor da edição do ano passado, voltou a somar hoje 71 pancadas, encerrando o US Open no 56.º lugar, com 292 golpes.

 

Relacionados

Patrocinados