Euro 2024: Itália-Albânia, 2-1 (crónica)

15 jun, 22:00

A barraca "a(l)ban(i)ou", mas a Itália não tropeçou no primeiro passo da defesa do título

Não há equipas fracas no Euro 2024, é um facto.

No chamado “Grupo da Morte”, o B, a Itália não entrou viva e aos 23 segundos viu-se logo a perder, dando um recorde a Nedim Bajrami do golo mais rápido de sempre numa fase final de um Europeu. 

Tal como esta crónica, o jogo ainda nem tinha começado e já havia golo. Os italianos começaram este sábado a defesa do título europeu, depois de terem vencido o Euro 2020, mas entraram em campo com o pé esquerdo e assustaram-se. Erro gravíssimo de Dimarco, provavelmente a pensar que a Albânia não ia dar trabalho e, num lançamento lateral, colocou a bola direitinha nos pés de um colega… da outra equipa.

Mas a resposta rapidamente apareceu! Muita qualidade no coletivo da Itália, tanto na manutenção da posse de bola, como nas arrancadas rápidas por dentro da defesa albanesa. 

O empate surgiu 10 minutos depois do susto inicial. Canto curto estudado, Pellegrini cruza para a área e, ao ver um míssil teleguiado a aproximar-se, Bastoni só teve de encostar com a cabeça.

A Albânia pensou que o sonho ainda não tinha acabado, era só um golo do empate que sofreram, nada mais, mas Barella não quis saber dos vizinhos do Mar Adriático e à lei da bomba confirmou a reviravolta.

Apesar do erro inaugural, a La Nazionale não voltou a falhar e mostrou-se muito segura nos 89 minutos seguintes. Destaque para a qualidade imensa de Barella, líder do meio-campo, que foi um pilar enorme no jogo italiano. Também Chiesa, rápido e incisivo, conseguiu colocar a bola na área várias vezes, mas os colegas não queriam finalizar, fosse de cabeça, remate ou pontapé de bicicleta.

VEJA O FILME DO JOGO

Vitória justa para a Itália, que até poderia ter goleado, face aos falhanços e defesas de Strakosha, mas ainda se assustaram para lá dos 90 minutos. Manaj encontrou-se cara a cara com Donnarumma, mas o guardião italiano foi gigante e deu o corpo às balas, evitando um empate que seria desastroso. 

De destacar que a Itália não perde um jogo num Europeu, no tempo regulamentar, desde 2016, na altura na fase de grupos, frente à Irlanda, por 1-0.

No próximo jogo, a Itália encontra a Espanha, enquanto que a Albânia vai tentar a sorte com a ferida Croácia.

A figura: Nicolò Barella 

Craque e herói da partida! Já no Inter é um pulmão e o motor da equipa, agora na seleção também o consegue ser. Autor do golo da reviravolta (e que golo!), quase não falhou passes e fez a Itália jogar durante 90 minutos. 

O momento: o golo de Nedim Bajrami

É recorde! Golo mais rápido de sempre numa fase final do Europeu. Apenas 23 segundos, na terceira posse de bola e um erro incrível de Dimarco, que colocou a bola nos pés do albanês. Este viu Bastoni, tirou-o da frente com apenas um toque e bombardeou as redes de Donnarumma.

Relacionados

Euro 2024

Mais Euro 2024

Patrocinados