Morte no centro de dia. Homem atacou outro com arma branca em Grândola

Agência Lusa , WL
24 nov, 20:11
Militar da GNR detido por desobediência após ser apanhado com álcool

Vítima mortal sofreu "cortes no pescoço". Suspeito confessou a autoria do crime às autoridades

Um homem de 45 anos é suspeito de ter matado hoje outro de 43 com uma arma branca, no centro de dia do Lousal, no concelho de Grândola, onde ambos eram utentes da instituição, disse fonte da GNR.

A mesma fonte indicou à agência Lusa que o alegado homicídio ocorreu cerca das 13:30, quando o alerta foi dado por uma funcionária da instituição, via 112, tendo o óbito sido declarado no local.

A vítima foi “esfaqueada”, sofreu “cortes no pescoço” e quando os militares da GNR chegaram ao local “já estava cadáver”, adiantou.

“O suspeito confessou a autoria do homicídio, tendo sido detido pela Guarda”, segundo a mesma fonte.

A Polícia Judiciária foi chamada ao local e está a investigar o caso, acrescentou.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal indicou que o alerta foi dado para o CDOS às 13:08, tendo sido mobilizados para o local bombeiros de Grândola, a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, e a GNR, apoiados por três veículos incluindo a VMER.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados