"Agarrou-a pelo cabelo com uma mão e esbofeteou-a com a outra". Irmã e amiga de Amber Heard garantem ter visto Johnny Depp a agredir a ex-mulher

19 mai, 11:17
Julgamento Johnny Depp vs Amber Heard (EPA/KEVIN LAMARQUE)

Testemunhas chamadas pela defesa da atriz revelaram ter visto Amber a ser agredida pelo então marido e garantem que esta cobria os hematomas com maquilhagem, corroborando a versão que a ex-mulher de Depp apresentou em tribunal

A irmã de Amber Heard foi a primeira testemunha a ser ouvida esta quarta-feira, naquela que é a quinta-semana do julgamento do caso que coloca Amber Heard e Johnny Depp frente a frente em tribunal. 

Interrogada pela defesa da atriz, Whitney Heard Henriquez afirmou que chegou a ver-se no meio das discussões verbais e físicas entre a irmã e o ex-marido e que viu Johnny Depp a agredir Heard com violência, em março de 2015, depois da atriz ter descoberto que o então marido tinha tido um caso. 

No banco das testemunhas, segundo a Associated Press, Whitney recordou que viu Depp embriagado a acusar a ex-mulher de o ter forçado a ter um caso e que, a certa altura, o então cunhado subiu as escadas para confrontar Heard e lhe deu um encontrão nas costas. A ex-mulher ficou enervada com a situação e "deu-lhe uma", com a irmã presa entre os dois. Um dos seguranças ainda tentou parar a discussão, mas acabaria por ser tarde demais.

Whitney Heard Henriquez, irmã de Amber Heard, ouvida em tribunal (EPA/KEVIN LAMARQUE)

"Nessa altura, o Johnny já a tinha agarrado pelo cabelo com uma mão e esbofeteava-a na cara com a outra", recordou Whitney, acrescentando que esta foi a única vez que viu agressões físicas entre os dois, mas que chegou a ver a irmã com hematomas por diversas vezes.

Apelidando-se de "conselheira matrimonial", a irmã da atriz disse ainda que tentou, por várias vezes, mediar os conflitos entre o ex-casal, "claramente não muito bem", e que chegou a tomar partido do ator, mesmo depois de ter visto a irmã a ser agredida. Whitney admitiu que, sem ter consciência do que a irmã estava a passar, chegou mesmo a brincar numa mensagem de texto que Depp deveria bater em Amber. 

Amiga de Heard garante que esta cobria hematomas com maquilhagem

Depois de Whitney, foi a vez do testemunho de Raquel Pennington, amiga de Amber Heard, ser exibido em tribunal. No vídeo, Pennington contou que viu hematomas e cortes na atriz depois de várias alegadas agressões físicas de Depp.

Em dezembro de 2015, depois da discussão em que Heard diz que Depp deu uma cabeçada nela e que talvez lhe tenha partido o nariz, Pennington diz que viu os ferimentos e tirou fotos. As imagens, exibidas em tribunal, mostram Amber com o nariz inchado, um corte no lábio e os olhos negros, assim como vários pedaços de cabelo espalhados no chão, que a amiga da atriz afirmou terem sido arrancados da cabeça de Heard por Depp.

Depoimento de Raquel Pennington é exibido em tribunal (EPA/KEVIN LAMARQUE)

Afirmando perante o tribunal que atualmente não se considera amiga da atriz, Pennington garantiu ainda que, por causa das agressões, Heard tinha que "cobrir hematomas e ferimentos no rosto” muitas vezes com maquilhagem.

De acordo com a Associated Press, para além das fotos dos hematomas e cortes resultantes da alegada agressão de dezembro de 2015, foi ainda exibido em tribunal um vídeo da participação de Heard num programa de televisão no dia seguinte ao incidente, em que as marcas não eram visiveís. Em tribunal, Heard afirmou que os hematomas estavam escondidos por maquilhagem.

Para além da agressão de dezembro, Pennington, que chegou a viver com Depp e Heard numa das casas do ator, testemunhou ainda que viu cortes nos pés de Heard quando esta regressou da viagem à Austrália e que foi a primeira pessoa a ver a atriz depois da discussão que levou ao divórcio do casal, em maio de 2016. 

Nesta última discussão, Pennington diz mesmo que se colocou entre Heard e Depp, que o ator a tentou afastar, e que por isso acabou por cobrir o corpo da atriz com o seu enquanto o ator gritava à então mulher que se levantasse.

O caso, que começou a 11 de abril, deve durar seis semanas a ser julgado. Ao longo de quatro dias, Johnny Depp prestou depoimento, sendo confrontado com mensagens, vídeos e áudios das discussões entre o casal. Também Amber Heard foi ouvida ao longo de quatro dias.

Neste processo de difamação, Depp exige 46 milhões de euros à ex-mulher, tendo a atriz avançado com acusação semelhante, mas exigindo 93 milhões. 

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Artes

Mais Artes

Patrocinados