Croácia
90'+5'
2 - 2
Albânia

Von der Leyen aberta a pactos que assegurem a sua reeleição

Agência Lusa , MM
10 jun, 14:51
Ursula von der Leyen (Lusa/EPA/OLIVIER HOSLET)

Em conferência de imprensa da CDU (democratas-cristãos), partido do qual von der Leyen faz parte, em Berlim, a candidata do PPE à presidência da Comissão Europeia disse que vai ser “a porta aberta” a eventuais reivindicações ou pactos

A candidata do Partido Popular Europeu (PPE) à presidência da Comissão Europeia disse, esta segunda-feira, estar “com a porta aberta” para pactos que alcancem a sua reeleição, depois de fazer um apelo no domingo a socialistas e liberais.

“Estou a falar com aqueles com quem tenho trabalhado durante muito tempo e com quem tenho um bom entendimento”, disse Ursula von der Leyen, presidente do executivo comunitário em exercício e recandidata pelo grupo político que venceu as eleições para o Parlamento Europeu (PE).

Em conferência de imprensa da CDU (democratas-cristãos), partido do qual von der Leyen faz parte, em Berlim (Alemanha), a candidata do PPE disse que vai ser “a porta aberta” a eventuais reivindicações ou pactos, como já deu a entender o candidato socialista, Nicolas Schmit.

E recordou que o processo vai ser feito pelos grupos representados no Parlamento Europeu e não por partidos individuais, rejeitando, por isso, tecer comentários sobre forças políticas em específico, nomeadamente os partidos de extrema-direita que cresceram em toda a União Europeia.

Ursula von ver Leyen foi questionada em específico pelos Irmãos de Itália, o partido de direita radical da primeira-ministra italiana, Georgia Meloni, que venceu naquele país e uma relação em que a presidente da Comissão tem recusado delinear linhas vermelhas como fez para outro tipo de forças políticas.

Europa

Mais Europa

Patrocinados