Seguradora ofereceu 1.500 euros a 65% dos trabalhadores para compensar custo de vida

ECO - Parceiro CNN Portugal , Joana Nabais Ferreira
15 dez 2022, 15:09
Supermercado (Getty Images)

Cheque anti-inflação foi pago logo em outubro e abrangeu cerca de 65% dos trabalhadores da companhia. Estão também previstos aumentos salariais para o próximo ano

A Hiscox decidiu atribuir aos seus colaboradores um bónus de 1.500 euros, de modo a compensar a subida generalizada dos preços. O cheque anti-inflação foi pago logo em outubro, juntamente com o salário, e abrangeu cerca de 65% dos trabalhadores da companhia de seguros, ou seja, cerca de 360 pessoas, sabe a Pessoas/ECO. Além disso, já foram já adicionados 25 euros líquidos ao salário base de todos os colaboradores e estão previstos aumentos salariais no próximo ano.

“Apesar dos nossos salários serem competitivos, somos conscientes que o aumento do custo de vida está a afetar os nossos colaborares. Em linha com o compromisso que a Hiscox tem com o bem-estar das nossas pessoas, considerámos fazer sentido receberem um apoio extra por parte da sua entidade empregadora”, avança Carla Gomes, head of HR Iberia & Ireland na Hiscox, à Pessoas.

Questionada sobre se todos os funcionários receberam esta ajuda financeira, a empresa refere que conseguiu ajudar cerca de 65% dos trabalhadores “cujo poder de compra foi mais afetado pela inflação”. Apesar de não detalhar o limite estabelecido, o critério estabelecido pela empresa teve a ver com o rendimento bruto anual dos colaboradores.

O pagamento foi “único”, não estando prevista outra iniciativa semelhante, pelo menos por enquanto. “A vida e bem-estar dos nossos colaboradores está no centro das nossas preocupações e somos conscientes da situação mundial atual. Assim, da mesma forma como agimos desta vez, estamos preparados para atuar, caso consideremos que está nas nossas mãos ajudar as nossas pessoas”, salienta a gestora.

Em novembro, a inflação fixou-se nos 9,9%. E para 2023 o Governo prevê uma taxa de 4%, de acordo com o Orçamento de Estado.

Outras medidas para promover o bem-estar das pessoas

O cheque anti-inflação junta-se a outras iniciativas que a Hiscox tem levado a cabo, no sentido de assegurar o bem-estar das pessoas. É o caso do cartão presente Natal, no valor de 250 euros, que é oferecido a todos os colaboradores anualmente, do gym allowance anual de 750 euros, e, mais recentemente, da adição de 25 euros líquidos ao salário base de todos os colaboradores, como medida de compensação pelo modelo de trabalho híbrido.

Seguro de saúde, seguro de vida, fundo de pensão, horário de trabalho de 35 horas semanais, 29 dias de descanso e plano de sabáticas (ao final de cinco anos de trabalho na empresa, são dadas quatro semanas de sabática, integralmente pagas) são outras ofertas que parte do pacote de benefícios da empresa.

Em termos salariais, estão previstas revisões para o próximo ano. Contudo, questionada sobre o valor do aumento, a empresa refere que ainda “está a ser elaborado o plano completo”. E salienta: “certamente iremos ter em conta o contexto atual por forma a garantir o justo reconhecimento pelo trabalho prestado pelas nossas pessoas.”

“O atual contexto económico está a sufocar muitas famílias, pelo que iremos acompanhar de perto a evolução da situação económica e, se observarmos que o cenário de inflação o exige, tomaremos medidas adicionais ao longo de 2023“, acrescenta ainda.

O hub da Hiscox em Lisboa presta apoio ao Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Benelux e Espanha. Desde Portugal, são geridos, em termos de recursos humanos, os escritórios de Lisboa, Dublin e Madrid. Nesses três escritórios, a empresa soma cerca de 550 pessoas, 400 das quais em Portugal. Já a nível global, incluindo também os Estados Unidos da América, a seguradora tem mais de 3.000 colaboradores distribuídos por 35 escritórios.

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados