Saiba tudo sobre o Euro aqui

Ténis: venda de álcool proibida no Roland Garros

30 mai, 14:18
Roland Garros: Novak Djokovic-Casper Ruud (AP)

Diretora do torneio deu ordens para árbitros e seguranças expulsarem espectadores que perturbem os atletas

O álcool foi banido das bancadas de Roland Garros, devido a «excessos» registados no arranque do quadro principal do Grand Slam parisiense. A garantia foi dada esta quinta-feira pela diretora do torneio, Amélie Mauresmo.

«Depois da pandemia, assistimos ao crescimento do entusiasmo em redor do torneio, o que nos deixou muito satisfeitos. Contudo, e principalmente na partida entre David Goffin e Giovanni Perricard [na terça-feira], notamos que algumas pessoas ultrapassaram os limites. Estamos felizes pela afluência, mas seremos intransigentes no respeito pelos atletas e pelo jogo», começou por explicar, em entrevista ao L’Équipe.

Assim, Amélie Mauresmo deu instruções a árbitros e elementos da segurança para a retirada dos espectadores que insultem os atletas, atirem objetos ou perturbem o decorrer das partidas.

«Para os jogos mais intensos nomeamos árbitros experientes, capazes de lidar com a partida e com o público. O entusiasmo proveniente das bancadas é muito positivo, mas há limites a respeitar», acrescentou.

Portanto, o álcool faz parte do passado no Roland Garros. A venda foi banida em qualquer posto do recinto do torneio.

Relacionados

Patrocinados