«Gyökeres queria muito jogar e para o Farense já estará recuperado»

Sérgio Pereira , no Estádio de Alvalade, em Lisboa
25 set 2023, 23:29

Ruben Amorim diz que o avançado sueco dá à equipa outra forma de jogar, diferente da que estava habituada, mas elogia o trabalho de Paulinho frente ao Rio Ave

Ruben Amorim, treinador do Sporting, em declarações no final da vitória por 2-0 sobre o Rio Ave, comentando a ausência de Gyökeres, que começou no banco e não entrou em campo:

«O Viktor tinha um problema no joelho, não queremos tornar um pequeno problema num grande problema, por isso estava em dúvida e decidimos não arriscar. Ele queria muito jogar, dizia que no Coventry jogou em muito piores condições, mas nós tínhamos preparado este jogo com um onze, eu só mudo esse onze se algo de muito importante acontecer. Por isso tinha trabalhado com um onze e foi com esse onze que jogámos.

Ele amanhã vai trabalhar condicionado e penso que para o jogo com o Farense já estará recuperado. A verdade é que sem o Viktor temos de jogar de forma diferente, em vez de ser um passe na frente para o Gyökeres, jogámos para o Paulinho, que tocava para o Edwards ou para o Pote, enfim, era uma forma diferente de jogar, mas o  Paulinho esteve muito bem na ligação. Em vez de ser um passe apenas na frente e o Viktor vai buscar a bola, jogámos mais em apoio, com o Paulinho.

Agora vamos pensar que não precisamos do Viktor? Claro que não. Ele dá-nos a possibilidade de jogar de outra forma. Mas já mostrámos que estamos preparados para jogar com o Viktor e sem o Viktor. Jogámos seis jogos com o Gyokeres e cento e tal sem ele.

Qual é o problema com o Diomande? O Diomande não sabe explicar-me nada, temos de esperar por amanhã pela análise do médico. Eu tive várias roturas musculares e saberia explicar o que era, ele nunca teve, não sabe explicar-se e temos de esperar pelo médico. Pareceu-me que era uma dor muscular, não no joelho, e claro que isso me preocupa, porque vinha num bom momento.»

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados