Pelo menos 80 professores apanhados com declarações falsas por doença

9 jan, 06:29
Matemática

REVISTA DE IMPRENSA || Falsas baixas foram detetadas entre os 400 processos de juntas médicas realizadas a professores em situação de mobilidade por doença

Há pelo menos 80 professores que entregaram declarações falsas por doença, avança o jornal Público. As falsas baixas foram detetadas entre os 400 processos de juntas médicas realizadas a professores em situação de mobilidade por doença ou baixa prolongada, entre abril e o final da semana passada.

No total foram entregues cerca de 7.500 baixas por docentes nesta condição.

A mobilidade por doença permite que os professores que sofram de uma patologia grave ou que tenham um familiar próximo nessas condições, possam ser colocados numa escola perto de casa ou do centro onde é feito o tratamento. Este ano letivo, 4.107 professores foram abrangidos por este regime.

A Associação Portuguesa de Professores em Mobilidade por Doença diz que o chumbo das declarações deve-se em parte a um despacho de 1989, que enumera quais as doenças abrangidas e de as normas nele previstas levarem muitos professores a não terem critérios para beneficiar da mobilidade por doença.
 

Educação

Mais Educação

Patrocinados