Se puder, espere por segunda feira para abastecer: vai ser uma descida grande nos preços dos combustíveis

28 abr, 13:34
Preços dos combustíveis têm estado em forte alta desde o início da invasão da Ucrânia

Governo anunciou a descida do imposto sobre os produtos petrolíferos já na segunda feira, dia 2 de maio. Descida será de mais cerca de 17 cêntimos por litro, que se somam à redução anterior do imposto. Esta é maior

O governo anunciou finalmente a data para a descida do imposto sobre os produtos petrolíferos: será na próxima segunda-feira, 2 de maio, afirmou esta quinta feira o primeiro-ministro no Parlamento, no início do debate sobre o Orçamento do Estado.

Esta será a segunda descida no imposto desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia, mas mais expressiva do que a anterior. No total, o impacto será uma redução dos preços de venda das gasolinas e gasóleos superior a 20 cêntimos.

Até segunda-feira, mantém-se em vigor a primeira descida do imposto, que reduziu em 4,7 cêntimos o preço por litro no gasóleo e em 3,7 cêntimos por litro o da gasolina. Na altura, o governo estimou que, em resultado da primeira redução (em vigor) e da segunda (agora agendada), “a redução no preço de venda ao público em virtude da descida do ISP ascenderia” a 21,5 cêntimos no gasóleo e 20,7 cêntimos na gasolina.

Isto permite estimar que os preços na segunda feira descerão mais cerca 17 cêntimos no gasóleo e na gasolina.

Preços antes de impostos não devem descer

Já do lado das gasolineiras, os preços antes de impostos na segunda-feira não deverão descer. Segundo fontes do mercado contactadas esta quinta-feira ao final da manhã, as fórmulas de referência apontam para uma subida de meio cêntimo por litro no gasóleo e de um cêntimo na gasolina (antes de impostos).

É um aumento pequeno nos preços antes de impostos, seguido de uma descida forte na componente fiscal.

A não descida do preço antes de impostos contrasta no entanto com a evolução do preço do petróleo, que esta semana está mais barato do que na semana passada.

A cotação média do índice Brent estava esta semana nos 104 dólares por barril até à hora do almoço de quinta-feira. Este valor significa uma descida de 4% face à média de 108 dólares por barril de fecho da semana passada. Esperar-se-ia, assim, uma descida do preço dos combustíveis, que em Portugal têm as maiores variações às segundas-feiras.

Contudo, as mesmas fontes apontam não para uma descida mas para a ligeira subida dos preços, o que justificam com o facto de os preços dos produtos refinados estar a sofrer encarecimentos superiores aos do próprio petróleo em bruto.

LEIA TAMBÉM: Como poupar nos combustíveis

Desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia, a 24 de fevereiro, os preços dos gasóleos subiram cerca de 28 cêntimos por litro (mais 17%), enquanto o das gasolinas aumentou em torno dos 17 cêntimos (9%):



Notícia atualizada às 15:25 de dia 28/4, com anúncio pelo primeiro-ministro da data de descida do ISP.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados