Putin volta a ameaçar Ocidente e promete responder "com meios que os adversários ainda não têm"

27 abr, 15:44

Presidente russo garante que Moscovo vai atingir todos os seus objetivos na Ucrânia

Num discurso bastante inflamado no Conselho Legislativo de São Petersburgo, nesta quarta-feira, Vladimir Putin reiterou que a Rússia irá atingir todos os seus objetivos na Ucrânia, prometendo ainda responder a qualquer ingerência externa.

O presidente russo acusou o Ocidente de querer fragmentar a Rússia e ameaçou responder de forma rápida, "com meios que os adversários ainda não têm", a quem ameace o país ou intervenha na Ucrânia.

“Se alguém, insisto, se estiver a preparar para interferir nos acontecimentos em marcha e criar ameaças estratégicas inadmissíveis para a Rússia, deve saber que os nossos ataques de resposta serão relâmpago, rápidos”, assegurou.

“Dispomos de todos os meios para tal”, sublinhou ainda, referindo-se ao novo míssil hipersónico, já testado, com capacidade para atingir território da Europa ocidental e dos Estados Unidos: "É um tipo de armamento que, neste momento, ninguém se pode gabar de ter. E nós não nos vamos gabar. Usá-lo-emos se for necessário. E quero que todos o saibam.”

Vladimir Putin garantiu, ainda, que "todas as tarefas da 'operação militar especial'" que estão a ser conduzidas no Donbass e no resto da Ucrânia, lançada a 24 de fevereiro, "serão certamente cumpridas, a fim de garantir a paz e a segurança para os residentes das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk, da Crimeia russa e de toda a Rússia na perspetiva histórica", disse.

O presidente russo salientou também que a economia russa "aguentou o impacto das sanções que o Ocidente classificou de devastadoras", e prometeu responder às tentativas de isolar ainda mais a Rússia. O líder russo disse também ser importante para o país garantir a liderança global em vários setores económicos.

Putin classificou também o "aproveitamento de nazis e russófobos por parte do Ocidente" como uma "nova arma geopolítica", e apelou ao patriotismo dos russos.

"O amor pela pátria é um dos alicerces fundamentais do Estado russo e o valor mais importante para a nossa sociedade, que é invariavelmente evidente em momentos cruciais para o país", disse o líder russo.

A Guerra na Ucrânia AO MINUTO em CNN Portugal.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados