Atividade sísmica perdura na Islândia, mas sem sinais de erupção vulcânica

Agência Lusa , AM
15 nov 2023, 09:36
Grindavík (EPA)

Fissura localizada em Grindavík continua a aumentar e a mover-se

A atividade sísmica mantém-se em Grindavík, no sudoeste da Islândia, com mais de 300 sismos registados na madrugada desta quarta-feira e um aumento dos níveis de dióxido de carbono enxofre (SO2) medido na atmosfera, divulgou a imprensa islandesa.

A televisão pública islandesa RUV informou que dois dos sismos registados durante a madrugada foram de magnitude superior a 2 na escala de Richter e que a atividade é comparável à registada nas últimas 24 horas, mas os tremores são muito menores em relação aos de sexta-feira passada.

A RUV acrescentou que, desde o início da manhã, não houve erupção vulcânicas nem havia sinais que estas poderiam ocorrer.

Entretanto, na terça-feira foi localizada uma fissura em Grindavík, que continua a aumentar e a mover-se.

Benedikt Ófeigsson, do Departamento Meteorológico da Islândia, disse na terça-feira que o magma sob Grindavík provavelmente terá chegado muito perto da superfície, perto dos 500 metros, referindo que o aumento nos níveis de SO2 medidos na atmosfera é uma prova da sua proximidade.

Este aumento do dióxido de enxofre na atmosfera levou as autoridades de Grindavík a evacuar a cidade na terça-feira por razões de segurança.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados