Kiko, o cão que estava desaparecido desde 2015 e reencontrou agora a dona

25 nov, 12:08
Kiko, o cão que estava desaparecido desde 2015
Kiko, o cão que estava desaparecido desde 2015

A GNR de Setúbal encontrou o cão no meio de uma matilha na rua e, através do microchip, conseguiu identificar a dona

PUB

Chama-se Kiko, é um cão rafeiro com cerca de seis anos e desapareceu da casa onde morava quando tinha apenas seis meses. Na rua, encontrou outros cães com quem aprendeu a sobreviver, vivendo em matilha. Mas na passada terça-feira, a GNR encontrou-o na Quinta do Anjo, no concelho de Palmela, e através do microchip de identificação conseguiu localizar os donos e levá-lo de volta para casa. 

"Foi um reencontro muito emocionante", conta à CNN Portugal o capitão Sabino Santana, do Comando Territorial de Setúbal. 

PUB

A dona do cão é agora uma jovem adolescente, mas na altura em que o Kiko foi para sua casa, e mais tarde desapareceu, era uma criança: "Como todas as crianças, ela adorava o animal, que era como da família. Quando o cão desapareceu ela ficou muito triste", disse o militar.

Mas, apesar de terem passado seis anos desde o desaparecimento, o Kiko e a dona reconheceram-se imediatamente e foi "uma alegria enorme". 

O Kiko foi encontrado no decorrer de uma ação de patrulhamento na Quinta do Anjo. Os militares detetaram uma matilha e pediram a intervenção do Núcleo de Proteção Animal para verificar se os cães tinham ou não identificação eletrónica (microchip). Mas apenas Kiko tinha. Através da pesquisa na base de dados do Sistema de Informação de Animais de Companhia (SIAC) foi possível entrar em contacto com a dona.

PUB
PUB
PUB

Segundo o capitão Santana, Kiko estava sujo, como é habitual nos animais de rua, mas não estava mal tratado nem doente.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

País

Mais País