FC Porto: PSP reage à notícia da CNN sobre as datas das buscas de 2021

17 jun, 15:13
Operação Pretoriano (Lusa)

Polícia diz que não liderou a operação e que se limitou a dar apoio

A Polícia de Segurança Pública reagiu esta segunda-feira, em comunicado, à notícia avançada pela CNN Portugal que dava conta que a anterior direção do FC Porto, liderada por Pinto da Costa, terá negociado as datas das buscas à SAD do clube, em 2021, no âmbito de um processo de suspeitas de crimes de abuso de confiança, fraude fiscal e branqueamento de capitais em algumas das transferências do clube.

A PSP garante que não teve «qualquer intervenção» no planeamento das buscas, nem teve conhecimento prévio das datas das mesmas, embora a notícia da CNN Portugal, sustentada nas escutas da Operação Influencer, também não tenha dito isso.

O comunicado da PSP na íntegra:

Relativamente a uma notícia avançada na comunicação social, nomeadamente na CNN, sobre buscas que terão ocorrido na SAD do Futebol Clube do Porto, no dia 22 de novembro de 2021, a Polícia de Segurança Pública (PSP) esclarece o seguinte: 

1 – A PSP é uma Instituição que assegura a legalidade democrática, garante a segurança interna e os direitos dos cidadãos, nos termos da Constituição e da Lei. 

2 – A PSP não foi o órgão de polícia criminal no qual tenha sido delegada a investigação do processo em apreço. 

3 – A intervenção da PSP foi requerida, única e exclusivamente, no sentido de prestar apoio na execução das buscas, não tendo tido qualquer intervenção no planeamento das mesmas, nem quanto à data escolhida para a sua realização."

Relacionados

Patrocinados