«Nasci a uma sexta-feira 13, não sou pessoa para ter superstições»

Vítor Maia , Enviado especial ao Euro 2024, em Leipzig
17 jun, 19:35

Roberto Martínez preferiu dar «uma resposta aborrecida» quando lhe falaram de ex-selecionadores que eram supersticiosos e abordou o papel que Francisco Conceição pode ter na equipa nacional

Alguns dos últimos selecionadores nacionais tinham superstições. Luiz Felipe Scolari tinha a Nossa Senhora do Caravaggio enquanto Fernando Santos surgia publicamente com um terço. Ora, Roberto Martínez preferiu dar «uma resposta aborrecida», assumindo que não é um homem supersticioso.

«Nasci a uma sexta-feira 13. Não sou uma pessoa para ter superstições», justificou.

«No futebol de seleções temos muito tempo para preparar os jogos. É importante estar tranquilo e cumprir o plano de trabalho. Quando esse plano não é cumprido, é difícil desfrutar. Com a experiência que tenho, consigo usar melhor o meu tempo e estar tranquilo. Os treinadores não ganham jogos, mas têm de ajudar os jogadores e dar-lhes soluções. Se usar bem o meu tempo, sou capaz de desfrutar», disse, explicando de que forma vive os Europeus.

O selecionador nacional abordou ainda a mescla de juventude e experiência que há no grupo de convocados para o Euro 2024.

«Essa mistura é muito importante. A minha experiência em Europeus e Mundiais é a mistura do balneário. A experiência e os novos talentos estão muito bem representados na Seleção. O Cristiano e o Pepe têm uma experiência que não há em nenhum outro balneário, são os mais velhos do Euro. Temos o João Neves e o Francisco Conceição que tem mostrado a influência que pode ter durante os jogos. Esta mistura é necessária e essencial para nós», defendeu. 

Logo de seguida, Martínez foi questionado sobre o extremo do FC Porto e de que forma este pode ser uma solução na equipa nacional.

«O Chico é um jogador diferente, é vertical e tem um perfil importante, mas depois do jogo a titular que fez preferimos não correr riscos. Precisava de recuperar bem e nos últimos dois treinos esteve a um nível muito alto. Agora é deixar o futebol tomar decisões, mas para mim ele é importante no balneário», concluiu.

Portugla estreia-se no Euro 2024 frente à Chéquia, esta terça-feira (20h00), em Leipzig.

 

Relacionados

Euro 2024

Mais Euro 2024

Mais Lidas

Patrocinados