Euro 2024: Roménia-Ucrânia, 3-0 (crónica)

17 jun, 15:52

Tricolores triplicaram as dores de cabeça de uma Ucrânia impotente

Jogo entre vizinhos, neste quarto dia do Euro 2024. A Roménia entrou a ganhar na competição diante da Ucrânia, na primeira jornada do Grupo E, na tarde desta segunda-feira. Os homens de Iordanescu venceram por 3-0, e mantiveram a boa forma conseguida no apuramento (não perderam nenhuma vez). 

Nesta ‘cimeira’ de Leste jogada no Allianz Arena, em Munique, é impossível esquecer o contexto extra-futebol para este jogo. A Ucrânia chega a esta partida a meio de uma invasão por parte da Federação Russa, que já ceifou milhares de vidas. Os jogadores entraram em campo envoltos na bandeira ucraniana, algo não habitual em Europeus e que deixa uma mensagem sublime.

Do outro lado, estava uma nação que comunga a fronteira com a Ucrânia – a Roménia, que teve uma qualificação imaculada para este Europeu, sem derrotas, num grupo que teve como principal ameaça a Suíça.

A Ucrânia começou o jogo com uma construção a três, paciente. Zinchenko, talvez a estrela maior da equipa, jogava como lateral-esquerdo mas incorporava-se muitas vezes no meio-campo, fazendo com que a Ucrânia jogasse de forma algo assimétrica – Konoplia, lateral-direito, tinha funções mais defensivas. A Roménia era mais expectante, deixando os ucranianos tomar a iniciativa do jogo. Esperaram por um erro, e foram bem-sucedidos.

À passagem do minuto 29, Lunin, guarda-redes da Ucrânia entregou mal a bola, diretamente para um adversário (nota para a pressão alta dos romenos). A bola chegou rapidamente a Stanciu, capitão, e este agradeceu a oferenda para aplicar um remate forte e colocado, no ângulo direito da baliza de Lunin. Grande golo.

Dez minutos depois, o mesmo Stanciu acertou na barra, com alguma sorte à mistura. Na cobrança de um canto, aplicou efeito e atirou ao segundo poste. A bola embateu na barra e causou algum sobressalto do lado ucraniano. Ao fim da primeira parte, apesar da seleção de Rebrov ter o triplo dos passes efetuados, não conseguiu ter nenhum remate à baliza.

No intervalo, os dois selecionadores não mexeram nas respetivas equipas. E, após alguns momentos de “negociação” entre as duas formações, a Roménia aumentou a vantagem, aos 54 minutos.

Grande contra-ataque, liderado por Razvan Marin, médio que jogou no Empoli na época passada, e o próprio Marin acabou a finalizar num remate parecido com o do primeiro golo. Marin atirou de primeira, com a bola à entrada da área, e foi feliz. O tiro, forte e rasteiro, só parou no fundo das redes. Fica a impressão de que Lunin podia ter feito mais.

Ainda com a Ucrânia a respirar fundo depois deste golo, a Roménia ampliou a vantagem. Na sequência de um canto, a bola sobrou para Dennis Man, e o jogador do Parma atirou rasteiro para a pequena área. Lá, estava Dragus à espera, que só teve de encostar.

E a Roménia ainda podia ter marcado mais. Face ao resultado, Iordanescu promoveu entradas para refrescar a equipa, e Rebrov tentou mexer com o jogo, lançando Roman Yaremchuk, ex-Benfica, para a frente de ataque, ao lado de Rebrov. No entanto, não surtiu efeito. Até ao final da partida, as bolas não chegaram às duas torres ucranianas.

Desta forma, a Roménia soma três pontos e lidera o Grupo E, que integra também a Bélgica e a Eslováquia, que defrontam-se às 17 horas desta segunda-feira. A Ucrânia continua com zero pontos.

Figura: Nicolae Stanciu

O capitão da Roménia, outrora uma grande promessa do futebol tricolor, é hoje em dia um atleta maduro, aos 31 anos. Teve uma exibição segura tanto no capítulo ofensivo como defensivo, num meio-campo que se apresentou a grande nível. Desbloqueou o jogo com um grande remate e ia marcando de canto direto. 

O momento do jogo: O golo de Stanciu

É daqueles golos que são ainda melhores quando vistos em câmara lenta. Perante um jogo amarrado, durante a primeira meia-hora, um remate espontâneo e cheio de crença do capitão romeno abriu o marcador. Estará entre os candidatos a golo do torneio. 

 

Relacionados

Euro 2024

Mais Euro 2024

Mais Lidas

Patrocinados