Eslováquia, a nossa velha conhecida que ainda tem limitações

17 jun, 08:59
Eslováquia (AP Photo/Brynjar Gunnarsson)

GRUPO E

Francesco Calzona vem de uma carreira principalmente como treinador adjunto e está a ter neste momento a primeira experiência como treinador principal na seleção eslovaca. No decorrer desta época, acumulou também o cargo de treinador principal do Nápoles, onde foi anteriormente adjunto.

Na qualificação esteve no grupo de Portugal, no qual terminou como segunda classificada, tendo perdido por apenas duas vezes, ambas frente a Portugal.

O sistema mais utilizado é o 4x3x3, sendo que em processo defensivo se organizam num 4x1x4x1

Momento Ofensivo

Em situação de pontapé de baliza, a seleção eslovaca procura a saída através do defesa central para o guarda-redes, que depois decide entre voltar a jogar num dos centrais ou procurar mais longo, geralmente em corredor. Tentam assumir um jogo mais apoiado, procurando diversas vezes os apoios frontais do avançado e mesmo dos extremos. Quando são pressionados mais intensamente procuram jogar longo para ultrapassar as linhas de pressão.

Em construção mais alta, mantêm a estrutura, os três médios estão próximos para serem solução e os extremos vão alternando entre dar solução interior ou mais em largura. Quando estão em meio campo ofensivo procuram chegar a último terço fundamentalmente através dos corredores para criarem situações de cruzamento.

Construção, bola sai do central para o guarda-redes e este decide
Procura dos apoios frontais

Momento Defensivo

A equipa eslovaca, assume no momento defensivo uma postura maioritariamente expectante, posicionando-se num bloco médio, organizados em 4x1x4x1. Quando procuram condicionar mais alto o adversário, é o avançado que sai no defesa central da bola e é o médio do outro lado que, havendo variação, sai nesse central. Por vezes, a condicionar alto, o extremo do lado do outro central sobe na linha do avançado para dificultar a construção. Quando as linhas mais adiantadas são ultrapassadas e são forçados a recuar para o meio campo defensivo, colocam todos os jogadores atrás da linha da bola, à exceção do avançado.

Já mais próximo da baliza, com a bola a entrar no corredor, é o lateral quem sai na bola e o médio centro desse lado garante cobertura. No entanto, por variadas vezes os médios demoram a chegar e isto leva a que o lateral fique em situações de igualdade ou inferioridade numérica.

Pressão em bloco médio, organizados em 4x1x4x1
Bola próxima da baliza em corredor, coberturas demoram a chegar

Jogador Destaque

Skriniar. O central que representa o campeão francês, é atualmente o nome mais sonante da seleção eslovaca, notando-se claramente a diferença no processo defensivo quando o mesmo não está presente. É um dos líderes em campo, é um jogador que se posiciona bem, forte nos duelos e é sempre uma ameaça nas bolas paradas.

Jogador Promessa

Suslov. O jovem extremo canhoto de 21 anos vem de uma temporada bastante regular na Serie A, com a camisola do Hellas Verona, tendo participado em 32 jogos, nos quais somou três golos e cinco assistências. Dele podemos esperar velocidade, técnica apurada e incursões para o corredor central, para procurar finalizar.

Patrocinados