André Villas-Boas já escolheu quem quer a liderar as finanças do FC Porto

30 jan, 15:53
André Villas-Boas na apresentação da candidatura à presidência do FC Porto (José Coelho/Lusa)

Candidato à presidência do clube aposta em José Pedro Pereira da Costa

As contas do FC Porto são uma das grandes preocupações de André Villas-Boas, que tem referido, por várias vezes, o aumento do passivo do clube os resultados negativos apresentados em alguns trimestres.

Talvez por isso o cargo de diretor-financeiro (CFO) seja uma das prioridades do candidato à presidência dos dragões. Segundo o ECO, José Pedro Pereira da Costa é o escolhido de André Villas-Boas para ocupar o cargo.

“Nos últimos dez anos, o FC Porto conseguiu encaixar mais de 700 milhões de euros em vendas e, em 2015, fez o maior contrato de transmissões televisivas. Qual é a realidade atual? Um passivo de 500 milhões e uma dívida de 310 milhões. A nossa capacidade competitiva ameaçada, as contas em total descontrolo. Nos últimos 20 anos, o FC do Porto gerou mais de 2,9 mil milhões de euros em receitas, e hoje temos um clube incapaz de acautelar a sua responsabilidade”, afirmou André Villas-Boas, na apresentação da sua candidatura.

Administrador financeiro da NOS até ao fim de 2023, este é o nome escolhido por André Villas-Boas para liderar as finanças do FC Porto.

Escreve o ECO que esta escolha ganha particular relevância tendo em conta as competências de José Pedro Pereira da Costa na área dos negócios centrais dos clubes de futebol, nomeadamente a venda de direitos de televisão, uma das fontes de receitas mais relevantes, e que está em plena mudança.

Desportos

Mais Desportos

Patrocinados