Taiwan dispara munições reais (pela primeira vez) contra drones chineses

30 ago, 20:10
Drone

Após os disparos, os drones retiraram-se e regressaram para a China

O exército taiwanês disparou tiros de aviso contra drones chineses que sobrevoaram as águas de uma das ilhas de Taiwan, poucas horas depois da presidente Tsai Ing-wen ter dado ordem ao exército para tomar “fortes contramedidas” em relação às provocações chinesas.

Esta foi a primeira vez que tiros de aviso foram disparados entre a China e Taiwan durante um período de grande tensão entre os dois. De acordo com fonte do exército taiwanês, após os disparos, os drones retiraram-se e regressaram para a China.

O comando de defesa da ilha Kinmen especifica que o exército disparou munições reais contra o drone, mas antes disso alertou com um tiro de uma pistola sinalizadora.

Até ao momento, as autoridades de Pequim ainda não emitiram qualquer comunicado em resposta ao incidente.

Na passada quinta-feira, a China divulgou imagens recolhidas por um drone sobre uma das ilhas de Taiwan mais próximas da China continental que causou furor nas redes sociais chinesas, cujos utilizadores consideraram ridícula a reação de dois militares taiwaneses que tentaram abater o aparelho atirando-lhe pedras.

Recorde-se que a China considera Taiwan parte integral do seu país. Visão essa que é colocada em causa pelo governo de Taipé, que desde 1949 governa a ilha de forma independente.

As tensões entre Pequim e Taipé têm-se intensificado nas últimas semanas, desde que a líder do congresso norte-americano, Nancy Pelosi, visitou a ilha. O governo chinês respondeu lançando os maiores exercícios militares no estreito de Taiwan dos últimos anos.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados