Refém português aparece em vídeo divulgado pelo Hamas

15 jan, 12:57
Yossi Sharabi (DR)

Não se sabe quando é que o vídeo em que os reféns pedem para "parar a guerra" foi gravado

Yossi Sharabi, de nacionalidade portuguesa, é um dos reféns que aparece no último vídeo de reféns capturados pelo Hamas, de acordo com a embaixada de Israel em Portugal.

“O meu nome é Yossi Sharabi, tenho 53 anos”, afirma, acrescentando pouco depois “devemos parar a guerra agora".

No vídeo de 37 segundos aparecem outros dois reféns - Noa Argamani, de 26 anos e Itai Svirsky, de 38 - que tal como Yossi instam o governo israelita a pôr termo à ofensiva contra o grupo islamita palestiniano e a proceder à sua libertação.

Não se sabe quando é que o vídeo foi gravado, apenas que o mesmo termina com a leitura da frase "Amanhã será revelado o seu destino"’, no último exemplo de prática que Israel classificou como guerra psicológica.

De acordo com a Reuters, no domingo, o Hamas disse que tinha perdido o contatco com alguns reféns quando as forças israelitas bombardearam Gaza, referindo que poderiam ter sido mortos no processo.

Cerca de 240 pessoas foram raptadas pelo Hamas a 7 de outubro sendo que perto de metade foram libertadas numa trégua em novembro. Israel afirma que 132 permanecem em Gaza e que 25 delas morreram em cativeiro.

Mulher de Yossi esteve em Portugal

Nira Sharabi, mulher de Yossi Sharabi, escapou à guerra com as três filhas adolescentes e esteve em Portugal em dezembro. Segundo a embaixada de Israel, Nira e a família esconderam-se durante horas na sala protegida.

"Depois de ter perdido o contacto com a família do cunhado, os terroristas chegaram até eles e assassinaram toda a gente, exceto o pai da família. Os homens foram levados - e Nira e outras nove pessoas que ficaram para trás entraram numa casa privada e deitaram-se no chão até serem resgatadas".

Em Portugal, Nira pediu ajuda ao Governo de António Costa para pressionar pela libertação de Yoshi.

Relacionados

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados