Saiba tudo sobre o Euro aqui

A Rússia está a utilizar “tanques-tartaruga” na Ucrânia. O que são?

17 mai, 18:30
Tanque-tartaruga (DR)

Armadura colocada nos carros de combate serve para limitar danos dos ataques de drones, mas tem também grandes desvantagens

Têm um aspeto rudimentar, mas são uma das mais recentes apostas da Rússia na invasão da Ucrânia. Os denominados turtle tanks, ou “tanques-tartaruga”, se traduzido à letra para o português, são cada vez mais comuns no campo de batalha. Mas o que são?

A revista britânica The Economist explica que estes carros de combate, maioritariamente T-72, estão equipados com chapa metálica, que serve para os proteger dos ataques de drones, responsáveis pela destruição de dois terços destes veículos russos nos últimos meses.

Esta chapa metálica, que envolve quase totalmente o carro de combate, protege as partes mais frágeis do veículo, como o telhado e as zonas laterais, as mais “procuradas” pelos drones ucranianos.

Entre outras vantagens, explica a The Economist, está o facto de esta chapa metálica também servir de camuflagem quando o carro de combate está parado, bem como poder fazer de cobertura para os soldados que avançam a pé pelo campo de batalha.

Esta armadura tem, contudo, grandes desvantagens, afirma a revista. A chapa metálica aumenta significativamente o peso do carro de combate, reduzindo a sua velocidade. Também impede a rotação das torres de artilharia, reduzino a capacidade de ataque, e limita severamente a visibilidade lateral.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados