Alemanha
60'
1 - 0
Hungria

FBI revela plano para matar Isabel II durante viagem a São Francisco em 1983

26 mai 2023, 12:09
Rainha Isabel II em São Francisco (Getty Images)

Documentos foram divulgados pelo FBI e mostram como os serviços de segurança lidaram com a situação

A rainha Isabel II foi alvo de uma ameaça de morte durante uma visita à Califórnia em 1983. Os documentos onde a ameaça é revelada foram agora tornados públicos pelo Departamento Federal de Investigação (FBI) e revelam que o homem fez a ameaça a um polícia em São Francisco, a 4 de fevereiro de 1983, sensivelmente um mês antes da visita da monarca e do marido.

Os dois estavam num bar irlandês na cidade quando o suspeito, que expressou a sua simpatia pelos nacionalistas irlandeses IRA, disse que ia procurar vingar a morte da filha. No documento pode ler-se que esta tinha "sido morta na Irlanda do Norte por uma bala de borracha".

"Ele ia tentar ferir a rainha Isabel e iria fazer isso deixando cair um objeto da Ponte Golden Gate sobre o Iate Real Britannia quando este navegasse por baixo, ou tentaria matar a rainha Isabel quando esta visitasse o Parque Nacional de Yosemite", lê-se ainda.

Documento divulgado pelo FBI (Reprodução)

Perante a ameaça, o FBI, que ajudou a organizar a segurança da rainha Isabel II durante as suas visitas aos EUA e estava especialmente preocupado com as ameaças do IRA, decidiu "fechar todas as passagens pedonais da Ponte Golden Gate à medida que o iate se aproximava". Quanto à visita a Yosemite, não se sabem que medidas foram tomadas, mas a mesma foi realizada. 

Ao longo das 102 páginas divulgadas pelo FBI, a polícia avisa por diversas vezes os serviços secretos de que seria “muito difícil de prever ou prevenir incidentes que possam embaraçar a rainha ou o presidente”.

Documento divulgado pelo FBI (Reprodução)

Os registos revelam ainda que a fonte de perigo potencial para a rainha sempre que visitava os EUA era o IRA e os seus simpatizantes, antes e durante as visitas de Estado, até porque as preocupações não eram infundadas: em 1979, o primo da rainha, o lorde Mountbatte foi morto num atentado bombista do IRA na Irlanda.

Em declarações à NBC News, fonte do FBI revelou que poderão existir "registos adicionais" para além dos que foram divulgados esta semana, mas não estabeleceu um calendário para a sua publicação.

A rainha Isabel II morreu a 8 de setembro, aos 96 anos, no Castelo de Balmoral, rodeada pela família. O funeral decorreu em Londres e a monarca foi a enterrar em Windsor, na Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, ao lado do marido, o duque de Edimburgo. 

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados