Bruno Alves explica a importância do futevólei antes dos treinos

Sérgio Pereira , Enviado-especial à Rússia, em Kratovo
28 jun 2018, 08:28

Central é fã da modalidade e nunca falha uns jogos antes dos treinos começarem

É uma imagem forte da Seleção Nacional: todos os dias, antes de começar o treino, vários jogadores juntam-se para fazer jogos de futevólei no relvado. Bruno Alves está sempre lá: nunca falha.

O central é aliás um fã do futevólei. Costuma jogar muitas vezes na praia da Póvoa de Varzim, onde todos os verões até organiza um torneio entre amigos. O que colocou uma pergunta: a rede que está em Kratovo foi trazida por ele?

«Por acaso não trouxe a rede», sorri.

«O futevólei é uma maneira de nos divertirmos antes de começar os treinos. É bom interagir com outros colegas, é uma maneira de competirmos e de nos divertirmos. Todos estamos cientes do que significa estar aqui. É importante estarmos fortes e motivados para fazermos cada vez mais e melhor.»

Ora por falar em estar na Rússia, recorde-se que para Bruno Alves é um regresso: o central jogou três anos e meio no Zenit, de São Petersburgo, o que significa que já conhecia o país.

«Para mim foi muito bom ter jogado na Rússia, ter jogado no Zenit, fomos muito bem recebidos na Taça das Confederações e muito bem recebidos para o Mundial. Estou feliz por disputar um Campeonato do Mundo num país tão bonito e por poder reencontrar alguns amigos.»

Relacionados

Seleção

Mais Seleção

Patrocinados