Sousa Real recebe Mortágua esta quarta-feira

19 mar, 18:03
Mariana Mortágua vs Inês de Sousa Real - veja o debate na íntegra

PAN aceitou repto da coordenadora nacional do Bloco de Esquerda

O PAN vai receber esta quarta-feira o Bloco de Esquerda, na sequência da proposta da coordenadora nacional dos bloquistas, que quer uma base de entendimento à esquerda, incluindo com o partido liderado por Inês de Sousa Real.

Refere o PAN que a reunião se realizará na sua sede, pelas 10:30, depois de uma resposta positiva do partido ao repto lançado por Mariana Mortágua.

"O PAN encontra-se inteiramente disponível para reunir com todas as forças políticas que atuam no espectro democrático. É fundamental garantir que todos os progressos que têm sido feitos pelo PAN, através do seu trabalho na Assembleia da República, nomeadamente na proteção animal, no combate às alterações climáticas e na defesa dos direitos humanos e sociais, continuam a ser defendidos e assegurados", lê-se no comunicado, que cita a porta-voz do PAN.

No final do encontro, Inês de Sousa Real estará disponível para prestar declarações.

Mariana Mortágua quer que os partidos da esquerda - "ecologistas, do campo democratico e da oposição" - "possam ter um diálogo e chegar a um entendimento sobre o que é o programa da direita e como impedir o avanço desse programa, e sobre pontos de convergência que possam oferecer um horizonte mobilizador do voto para uma maioria da esquerda".

Em entrevista à CNN Portugal, a líder do Bloco de Esquerda deixou claro que o objetivo destes encontros não é, ao contrário do que pretende Rui Tavares, forçar a formação de um Governo de esquerda a curto prazo, mas antes organizar uma estratégia comum para a oposição e desenhar uma alternativa de esquerda para o futuro.

"Devemos ser cautelosos e esperar pela contagem dos mandatos", no entanto, "tudo indica que o PSD é o partido mais votado e será chamado a formar Governo", admitiu Mariana Mortágua, considerando que a confirmarem-se os resultados previstos o PSD "terá legitimidade para formar Governo", ainda que defenda que "a direita não tem qualquer solução de estabilidade para o país".

Decisão 24

Mais Decisão 24

Mais Lidas

Patrocinados