Portugal
Finalizado
2 - 1
Chéquia

Agressões a polícias, droga e desordem. Onze adeptos do FC Porto detidos durante a Taça de Portugal

Agência Lusa , AG
26 mai, 23:01

Agentes da PSP confirmam arremessamento de pedras e necessidade de intervir

A Polícia de Segurança Pública deteve este domingo 11 indivíduos durante a operação de segurança da final da Taça de Portugal, todos antes do início do jogo entre o FC Porto e o Sporting.

“Houve 11 detidos, sendo oito por injúria e ofensas à integridade física dos polícias, um por posse de estupefacientes, um por especulação e outro por arremesso de objetivos contra a polícia”, explicou à Lusa Artur Serafim, do Comando Metropolitano de Lisboa.

Na situação mais problemática, foram necessários disparos para “intervir” numa “desordem entre adeptos do FC Porto”, sendo que parte dos mesmos se virou contra as forças da ordem, “arremessando pedras”, acabando alguns por serem detidos.

“Após a nossa intervenção, a situação ficou imediatamente sanada”, indicou, acrescentando que “todas as detenções decorreram antes do início do jogo” e que após o fim do mesmo “não houve mais incidências a registar”.

Paralelamente, o relações públicas do Comando Metropolitano de Lisboa indicou que foram “identificadas 22 pessoas por posse de artigos pirotécnicos”.

O FC Porto conquistou a sua 20.ª Taça de Portugal em futebol, terceira consecutiva, ao bater na final o Sporting por 2-1, após prolongamento, em jogo disputado no Estádio Nacional, no Jamor.

Os 'dragões' destacaram-se assim no segundo posto do palmarés, com 20 troféus, menos seis do que o Benfica, que lidera com 26, enquanto o Sporting é terceiro no ranking, com 17.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados