Os Países Baixos são muito completos: Malen corre e marca, Gakpo marca e assiste e Dumfries atira-se para a piscina

2 jul, 19:32
Seleção dos Países Baixos (AP Photo/Frank Augstein)

ROMÉNIA 0-3 PAÍSES BAIXOS || Foi o melhor jogo dos neerlandeses nesta competição e certamente que os jogadores saem desta partida muito motivados. É para manter olho nesta equipa nos quartos de final

Estão a crescer: o melhor

Quem viu estes Países Baixos na fase de grupos teria algumas dúvidas em dizer que iriam vencer este jogo de forma clara. Mas a verdade é que venceram convincentemente e fizeram a sua melhor exibição do Europeu até agora. Pode-se dizer que a Roménia terá sido a equipa mais fraca contra quem jogaram nesta competição, mas acredite, não são nada fracos e mostraram-se bem organizados nesta partida dentro das óbvias limitações que apresenta. Gakpo, Simons, Malen, Reijnders, Aké, quase todos jogaram ao seu melhor nível. Veremos nos quartos de final se estão mesmo em crescendo na competição.

Mergulha, tu mergulhas bem: o pior

Por mergulhos iguais, Rafael Leão e Pedro Neto levaram amarelos. Talvez por serem portugueses, digo eu, já que temos a fama de fiteiros. Esta terça-feira em Munique, no entanto, tivemos um show de saltos para a piscina por parte de Dumfries. Primeiro, aos 55 minutos, tentou ludibriar o árbitro, caindo na área após um contaco mínimo com Hagi. Tem de melhorar neste capítulo, contudo; Hagi puxou-o ligeiramente para trás e Dumfries caiu para a frente. Nada convincente. À segunda, porém, conseguiu mesmo enganar o árbitro e travar um contra-ataque perigosíssimo dos romenos. Alibec levantou ligeiramente o pé, Dumfries baixou-se e, sem ter levado qualquer toque na cabeça, agarrou-se a ela como quem estava a morrer. O toque de Alibec deixaria Mihaila isolado, ainda que perto do meio-campo. Vergonhoso ver um jogador destes fazer isto.

Onde estiveste este tempo todo? A surpresa

Donyell Malen é daqueles jogadores que parecia que iria ter o mundo a seus pés, mas tardou em afirmar-se. A exibição frente à Roménia, saído do banco, foi soberba. Fez várias arrancadas que partiram por completo a defesa romena, uma delas resultando mesmo em golo, o terceiro da sua seleção. Este Malen não aparece todos os dias, temos de apreciar quando estas coisas acontecem.

I’m a believer: o momento

O segundo golo matou totalmente a Roménia, que tinha sobrevivido até aos 83 minutos com a diferença mínima. Neste golo, Cody Gakpo acreditou até ao fim que poderia fazer alguma coisa deste lance, ao contrário da defensiva romena, que pareceu muito passiva. Às vezes é bom ser otimista e esperançoso.

Euro 2024

Mais Euro 2024

Patrocinados