Mentor da reforma fiscal na Croácia demite-se antes da entrada do país na zona euro

Agência Lusa , CV
6 jul, 17:34
Zdravko Maric (Darko Bandic, AP)

Não foram divulgados os motivos da demissão do ministro das Finanças Zdravko Maric.

O ministro das Finanças da Croácia, Zdravko Maric, demitiu-se esta quarta-feira do cargo, seis meses antes da prevista integração do país na zona euro, informou a agência local Hina.

Segundo a agência, o governo liderado pelo primeiro-ministro Andrej Plenkovic reuniu-se com os partidos representados no parlamento antes de designar um sucessor. Não foram divulgados os motivos da demissão.

Como ministro das Finanças, Maric foi autor de uma reforma fiscal e a Croácia conseguiu cumprir os critérios para ser aceite na zona euro a partir de 2023.

Entre esses requisitos destaca-se uma redução da dívida pública e do défice orçamental, tendo também sido mantida (até há pouco tempo) uma taxa de inflação baixa.

Desde que assumiu o cargo em 2016, Maric "sobreviveu politicamente a várias situações delicadas e escândalos", indicou a Hina.

No ano passado, foi criticado na imprensa por veranear no iate de um empresário croata e também por estadias num hotel de luxo.

O porta-voz do governo croata, Marko Milic, declarou à televisão que a demissão não afetará a estabilidade governamental e que Maric vai continuar a trabalhar até meio do mês, participando no próximo dia 12 em Bruxelas na reunião de ministros da Economia e Finanças da União Europeia que vai aprovar formalmente a entrada da Croácia na zona euro.

O porta-voz disse ainda que o candidato indicado para substituir Maric é Marko Primorac, que deverá ser nomeado pelo parlamento no próximo dia 15 de julho.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados