13 dicas para poupar combustível

CNN Portugal , MJC
7 mar, 11:37
Corrida aos combustíveis (Lusa/Mário Cruz)

Evitar travagens bruscas e engrenar a mudança mais elevada ajudam a uma condução económica e ecológica. Com alguns truques, pode poupar até 20% em combustível

Com os preços dos combustíveis a subirem todas as semanas, o efeito já sente no bolso dos portugueses. A melhor maneira de poupar no combustível é não utilizar o automóvel, mas deixamos aqui outros conselhos:

- Evite usar o automóvel para pequenas distâncias, que pode fazer a pé;

- Prefira os transportes públicos;

- Considere a hipótese de mudar para um veículo elétrico.

Mas se usar o automóvel para ir para o trabalho ou por qualquer outro motivo, tenha em atenção:

- Tente partilhar a viagem com colegas ou amigos;

- Tenha o carro bem afinado e verifique regularmente o nível do óleo;

- Não sobrecarregue a bagageira;

- Evite ligar o ar condicionado.

Além disso, pode conduzir de forma mais sustentável. A Deco Proteste aconselha uma condução económica e ecológica, que se baseia na otimização das tecnologias avançadas do automóvel e na utilização eficiente do combustível com mais segurança. 

Evite uma condução agressiva. Um veículo consome mais energia a acelerar até uma dada velocidade do que a mantê-la. Aceleragens e travagens gastam mais energia. Por isso:

- Use calçado confortável com sola baixa, que aumenta a sensibilidade sobre o pedal;

- Evite acelerações com rotações acima das duas mil por minuto. É importante manter a velocidade do motor o mais baixa possível, usando mudanças mais altas que confiram baixa rotação;

- Nem sempre é necessário acelerar. Se possível, para pequenas manobras, tire o pé do acelerador e deixe o carro movimentar-se com a mudança engatada;

- Aumentar a distância para o carro da frente evita travagens bruscas e dá margem para reduzir a velocidade, levantando apenas o pé do acelerador;

- "É importante conduzir com a mudança mais elevada possível", aconselha a Deco Proteste. "Assim que conseguir meter a 2.ª, suba de relação tão depressa quanto puder. A 40 quilómetros por hora, pode já ter a 4.ª engrenada e para a 6.ª chegam 60 km/h. Contudo, a partir dos 80 km/h, mesmo já em 6.ª velocidade, terá de exercer mais pressão no acelerador, o que significa injetar mais combustível para o motor, aumentando o consumo";

- "Muitos condutores deixam o carro deslizar em ponto morto em zonas com grandes descidas, o que é um erro. Com a caixa desengatada, o motor continua a consumir. A ação correta é manter o carro engrenado e utilizar o motor como travão", explica.

Com estas dicas, asseguram os especialistas, poupa-se tempo e dinheiro. " A poupança chega aos 20%, o que equivale a cerca de 380 euros se fizer 30 mil quilómetros por ano. Se forem dois condutores em casa, poupa cerca de 760 euros", garante o artigo da Deco Proteste

Relacionados

Economia

Mais Economia

Patrocinados