BCE não se pode comprometer com futuras descidas das taxas

Agência Lusa , AM
24 abr, 13:03
Jochen Nagel, presidente do Bundesbank (AP)

Presidente do Bundesbank diz que seria a favor de uma descida das taxas em junho se os dados aumentassem a sua confiança no regresso da inflação ao objetivo de 2%

O presidente do Bundesbank, Joachim Nagel, disse esta quarta-feira que o Banco Central Europeu (BCE) não se pode comprometer com uma série de cortes mesmo que as taxas de juro caiam em junho.

Numa intervenção numa conferência em Berlim, o presidente do banco central alemão sublinhou que seria a favor de uma descida das taxas em junho se os dados aumentassem a sua confiança no regresso da inflação ao objetivo de 2%.

Nagel recordou que as projeções dos especialistas mostram que tal acontecerá até 2025, mas que não está "plenamente convencido de que a inflação regressará efetivamente ao seu objetivo de forma atempada e sustentada".

Explicou que a inflação subjacente permanece elevada, especialmente no setor dos serviços, devido à "continuação do forte crescimento dos salários".

Por conseguinte, o Conselho do BCE continuará a tomar decisões numa base de reunião a reunião e com base nos dados que forem chegando, com o objetivo de restabelecer a estabilidade de preços em breve.

Durante a sua intervenção em Berlim, Nagel também falou do euro digital, que está em fase de preparação e não será introduzido a curto prazo, mas que, na sua opinião, será um sucesso e trará benefícios tanto para os comerciantes como para os consumidores.

Economia

Mais Economia

Patrocinados