Bruxelas e Banco Português de Fomento assinam acordo para desbloquear 3,6 mil milhões de euros

Agência Lusa , AM
18 jun, 12:23
Parlamento Europeu

Acordo foi assinado pelo ministro português da Economia, Pedro Reis, e pelo comissário europeu da tutela, Paolo Gentiloni

A Comissão Europeia e o Banco Português de Fomento assinaram hoje um acordo de garantia de 210 milhões de euros, no âmbito do programa europeu de investimentos InvestEU, para desbloquear 3,6 mil milhões em Portugal, foi anunciado.

“A Comissão Europeia e o Banco Português de Fomento [BPF] assinaram hoje um acordo de garantia InvestEU no valor de 210 milhões de euros. Prevê-se que o acordo mobilize mais de três mil milhões de euros em investimentos e, com este acordo, o BPF torna-se o primeiro parceiro português de execução do InvestEU”, indica o executivo comunitário em comunicado.

O acordo foi assinado pelo ministro português da Economia, Pedro Reis, e pelo comissário europeu da tutela, Paolo Gentiloni, na sede da Comissão Europeia, em Bruxelas.

Em declarações aos jornalistas portugueses em Bruxelas, Pedro Reis falou num “dia feliz, importante e material” para “a economia portuguesa e as economias portuguesas”.

De acordo com o governante, em causa está um “trabalho longo para fazer chegar, nos próximos dias, 3,6 mil milhões de euros de financiamento às empresas portuguesas”.

Para tal, a UE concede um montante de garantia InvestEU até 210 milhões de euros ao BPF para partilhar os riscos de financiamento, sendo que este programa para apoiar investimentos ao nível comunitário fornece uma garantia orçamental aos parceiros de execução.

Estas verbas serão usadas pelo BPF para mobilizar investimentos em Portugal nas áreas das infraestruturas sustentáveis, pequenas e médias empresas e investimento social e competências, com as candidaturas a serem abertas nos próximos dias.

Economia

Mais Economia

Patrocinados