Líder da oposição britânica pede eleições: "Boris é responsável por mentiras, escândalos e fraude a uma grande escala"

7 jul, 10:00

Primeiro-ministro do Reino Unido vai demitir-se após sucessão de demissões no Governo

O líder do Partido Trabalhista, Keir Starmer, afirmou esta quinta-feira que a demissão do primeiro-ministro Boris Johnson é uma "boa notícia para o país".
 
"Não precisamos de mudar o Tory (conservador) no topo, precisamos de uma mudança adequada de governo", reiterou o líder da oposição, que acrescentou: "O Reino Unido precisa de começar do zero".

Boris Johnson concordou em demitir-se como líder do partido conservador ainda esta quinta-feira, avança a imprensa britânica e a Associated Press. Uma decisão terá sido tomada cerca das 8:30. 

"Já devia ter acontecido há muito tempo. Ele sempre foi inapto para o cargo. É responsável por mentiras, escândalos e fraude a uma grande escala. E todos os que foram cúmplices deviam ter vergonha", acusou Keir Starmer, num comunicado partilhado no Twitter.

Fontes da BBC indicam também que o primeiro-ministro britânico quer permanecer no cargo até que seja eleito um novo líder conservador no outono.

 

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados