Comer demasiados alimentos destes está a aumentar os casos de diabetes tipo 2

CNN , Sandee LaMotte
26 abr, 09:00
Comer demasiado destes alimentos está a fomentar o aumento global de casos de diabetes tipo 2. Foto: djgunner/E+/Getty Images

Mais de 60% do total global de casos da doença atribuíveis à dieta deveram-se ao excesso de apenas seis hábitos alimentares prejudiciais

Alimentar-se de demasiados produtos refinados de trigo e arroz, juntamente com comer muito poucos cereais integrais, está a fazer crescer o número de novos casos de diabetes tipo 2 em todo o mundo, de acordo com um novo estudo que usa como modelo dados até 2018. 

"O nosso estudo sugere que a fraca qualidade dos hidratos de carbono é um dos principais impulsionadores da diabetes tipo 2 atribuível à dieta alimentar a nível mundial", diz o autor Dariush Mozaffarian, professor de nutrição na Universidade Tufts e professor de medicina na Escola de Medicina Tufts, em Boston, em comunicado. 

Outro factor chave: as pessoas estão a comer demasiadas carnes vermelhas e processadas, tais como bacon, salsichas, enchidos e similares, diz o estudo. Estes três fatores – comer muito poucos cerais integrais e demasiados grãos e carnes processados – foram os principais responsáveis por mais de 14 milhões de novos casos de diabetes tipo 2 em 2018, segundo o estudo, que foi publicado na revista Nature Medicine. 

De facto, o estudo estimou que 7 em cada 10 casos de diabetes tipo 2 a nível mundial em 2018 estavam ligados a más escolhas alimentares. 

"Estas novas descobertas revelam as áreas críticas para o enfoque nacional e global no sentido de melhorar a nutrição e reduzir o peso devastador da diabetes", disse Mozaffarian, que é também o editor responsável pelo Boletim de Saúde e Nutrição da Tufts

Demasiados alimentos processados

Mozaffarian e a sua equipa desenvolveram um modelo de investigação dos hábitos alimentares entre 1990 e 2018 e aplicaram-no a 184 países. Em comparação com 1990, houve mais 8,6 milhões de casos de diabetes tipo 2 devido a uma dieta pobre em 2018, revelou o estudo. 

Os investigadores descobriram que comer demasiados alimentos nocivos causava mais casos de diabetes de tipo 2 a nível global do que a falta de alimentação saudáveis, sobretudo para os homens em comparação com as mulheres, para os mais jovens em comparação com os adultos mais velhos, e para os residentes urbanos quando comparados com os habitantes rurais. 

Mais de 60% do total global de casos da doença atribuíveis à dieta deveram-se ao excesso de apenas seis hábitos alimentares prejudiciais: comer demasiado arroz e trigo refinados e batatas; demasiadas carnes vermelhas processadas e não processadas; e beber demasiadas bebidas açucaradas e sumos de fruta. 

O consumo inadequado de cinco alimentos protetores - frutas, legumes sem amido, frutos secos, sementes, cereais integrais e iogurte - foi responsável por pouco mais de 39% dos novos casos. 

As pessoas na Polónia e na Rússia, onde as dietas tendem a incluir demasiadas batatas e carne vermelha e processada, e noutros países da Europa Central e Oriental, bem como da Ásia Central, tiveram a maior percentagem de novos casos de diabetes de tipo 2 ligados à dieta. 

Colômbia, México e outros países da América Latina e Caraíbas também tiveram um elevado número de novos casos, o que, segundo os investigadores, poderá dever-se a uma dependência de bebidas açucaradas e carne processada, bem como a um baixo consumo de cereais integrais. 

"O nosso modelo não prova a causa, e as nossas conclusões devem ser consideradas como estimativas de risco", escreveram os autores.

Vida Saudável

Mais Vida Saudável

Patrocinados