Tem a tensão baixa? Veja os riscos que corre

28 ago, 17:00
Medir tensão arterial

Se a pressão arterial baixar demasiado, podem surgir consequências para a perfusão de determinados órgãos vitais, garante o presidente da sociedade Portuguesa de Hipertensão, Luís Bronze que explica em que consiste este problema, os efeitos do calor e os sinais de alerta

O que significa a baixa tensão

Por definição, a pressão arterial baixa refere-se à Pressão Sistólica (máxima) abaixo de 90 mmHg. O significado deste valor é diferente em pessoas jovens versus idosos, ou doentes com patologia prévia, versus pessoas saudáveis. Nisto, como noutros casos, o contexto é tudo.

Os efeitos do calor

Em pessoas jovens, por vasodilatação periférica (dilatação das artérias da pele), o calor pode baixar a tensão. Contudo, o incremento de consumo de bebidas ou alimentos com componente salino, ou açucarado (com um componente osmótico importante - chamam líquido para as artérias), podem incrementar a pressão arterial. Na verdade, o melhor é manter-se fresco, já que num caso ou noutro a mudança pode induzir doença grave aguda.

Os sinais de alerta

A baixa tensão pode induzir cansaço fácil até cansaço extremo. Nos casos mais graves palidez, sudorese profusa, incapacidade para fazer até os movimentos mais simples.

Como prevenir

Para prevenir deve manter-se o mais fresco possível e fazer uma hidratação com água ou chá. Eventualmente pode necessitar de ajuste terapêutico, por médico, se for hipertenso. Eventualmente a sobrecarga sobre o sistema cardiovascular pode agravar quadros pré-existentes, como na insuficiência cardíaca. 

Os riscos

O risco é de que a pressão arterial baixe tanto, que tenha consequências para a perfusão de determinados órgãos vitais. Trata-se de uma situação conhecida como "Choque" e acontece nos "Golpes de Calor", relativamente comum em quem faz exercícios prolongados, sem hidratação.

 


 

Relacionados

Vida Saudável

Mais Vida Saudável

Patrocinados