Sporting-Desp. Chaves, 3-0 (destaques)

18 mai, 20:42

Do princípio ao fim, Viktor Gyökeres

Figura do jogo: Viktor Gyökeres
Figura do jogo e, sem dúvida, figura deste campeonato, somando mais dois golos para chegar aos 29 na Liga e aos 43 em todas as competições. Marcou o primeiro de penálti, muito bem marcado, e o segundo com um remate à meia-volta, depois de assistência de Ricardo Esgaio. Marcou ainda um terceiro no final da primeira parte, este mais ao seu estilo, depois de uma bola longa de Nuno Santos, ao colocar a bola por entre as pernas de Gonçalo Pinto, mas este não valeu devido a uma falta de Coates no início do lance. O sueco levou às mãos à cabeça e parecia que tinha acabado de perder o jogo, o que diz bem da sua vontade de chegar às três dezenas de golos na Liga.

Momento: substituição de Luís Neto
Emocionante. Paulinho tinha acabado de marcar o terceiro golo do Sporting quando Ruben Amorim chamou St. Juste à linha. Os jogadores rodearam de imediato Luís Neto e, em sintonia, os adeptos levantaram-se a cantar o nome do central. Com o estádio todo de pé, o central foi abraçado por todos os companheiros e deixou o relvado sob uma tremenda ovação com os adeptos a cantarem «o Luís Neto é campeão». Mesmo à saída, Neto foi ainda abraçado por Ruben Amorim que lhe disse «obrigado por tudo». Tremendo. Em relação ao jogo, o central podia ter tido uma despedida ainda mais forte, caso aquela cabeçada em mergulho, a cruzamento de Pote, tivesse resultado em golo.

OUTROS DESTAQUES

Francisco Trincão
Mais uma tarde endiabrada de Francisco Trincão, que explodiu definitivamente na segunda volta deste campeonato, em crescendo nos últimos jogos que confirmaram a conquista do título. A poucos dias de Roberto Martinez divulgar a lista de convocados para o Euro2024, o avançado deixou tudo em campo, tirando máximo proveito da sua apurada técnica e velocidade para provocar desequilíbrios na área do Chaves. Uma constante ao longo de todo o jogo. Chegou a arrancar um penálti que depois foi revertido, rematou a rasar o poste e está na origem do segundo golo dos leões.

Nuno Santos
Entrou no jogo demasiado subido no terreno e permitiu que o Desp. Chaves ensaiasse alguns lances de perigo nas suas costas, mas acabou por encontrar um equilíbrio e esteve sempre muito em jogo. Cruzou muitas bolas na primeira parte e foi ele que recuperou a bola, junto à linha de fundo, no lance que resultou no grande golo de Paulinho a abrir o segundo tempo.

Pedro Gonçalves

Outro jogador que termina a época em alta. Esta tarde esteve sempre muito em jogo, no apoio ao ataque, combinou com Gyökeres, mas também com Trincão, Nuno Santos e Ricardo Esgaio. Fechou um jogo a marcar um livre, com a bola a bater caprichosanente na trave.

Junior Pius
Sem explicação. O Desportivo de Chaves preparava-se para marcar um livre, em forma de canto curto, junto à área do Sporting, já com a primeira parte a acabar, quando o central atingiu ostensivamente Hjulamnd com uma cotovelada. Uma agressão evidente, mesmo à frente do árbitro, que resultou num inevitável cartão vermelho que deixou os flavienses definitivamente fora deste jogo.

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados