Marcelo entra num bazar e vê os embaixadores do Irão e da China: a um diz para tratar bem as mulheres, ao outro pede para explicar o congresso do PC

Agência Lusa
11 nov, 17:07
Marcelo Rebelo de Sousa (Lusa/Rodrigo Antunes)

Aconteceu numa visita ao Bazar Diplomático, em Lisboa. Presidente diz que decidiu "aproveitar" a ocasião

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ao embaixador do Irão em Portugal que o regime iraniano devia "tratar com cuidado as mulheres, as jovens estudantes", e que estão em causa os direitos humanos.

O chefe de Estado deixou esta mensagem durante uma visita ao Bazar Diplomático, no Centro de Congressos de Lisboa, iniciativa de solidariedade realizada anualmente e que nesta edição não contou com bancas da Federação Russa nem da Ucrânia.

Ao passar pela banca da República Islâmica do Irão, Marcelo Rebelo de Sousa conversou com o embaixador Morteza Damanpak Jami e ao despedir-se disse-lhe: "Deviam tratar com cuidado as mulheres, as jovens estudantes, as mulheres, porque é bom para vocês e bom para o mundo".

É uma questão de "direitos humanos", assinalou o Presidente da República, que falava em inglês, com jornalistas à sua volta.

À saída do Centro de Congressos de Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa confirmou ter dito ao embaixador do Irão "que olhasse para a forma como as autoridades iranianas estão a lidar com o papel da mulher e a intervenção cívica das jovens mulheres no Irão, defendendo os seus direitos".

"É uma questão de direitos humanos. Ele ouviu. Eu estava lá e eu aproveitei para lhe dizer", acrescentou.

Nesta visita ao Bazar Diplomático, Marcelo Rebelo de Sousa teve uma conversa animada com o embaixador da República Popular da China em Portugal, Zhao Bentang, a quem sugeriu: "Apareça um dia lá no Palácio de Belém, em Lisboa, está bem? Para me explicar o congresso do partido [Comunista da China (PCC)], para eu perceber".

O chefe de Estado passou pelas bancas de venda de produtos típicos de cada país, demorando-se mais tempo na de França. Na de Cabo Verde informou: "Lá estarei no Mindelo no dia 10 de dezembro, para uma homenagem a Amílcar Cabral, na universidade".

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu um convite para visitar o Sultanato de Omã e respondeu que "gostava muito, muito" de lá ir.

Aos representantes de Cuba, perguntou "quando vem o Presidente" Miguel Díaz-Canel a Portugal, enquanto no espaço da Argentina reiterou vontade de realizar a sua visita a este país, que tem sido adiada: "Sim, sim, vamos fazê-lo, tem de ser".

"O Brasil é todo o máximo, todo, todo, todo, o mar, o céu, a terra, tudo, a gente", exclamou o Presidente da República, no 'stand' brasileiro, onde recebeu o livro "História do Brasil através da caricatura".

O Bazar Diplomático é promovido pela Associação das Famílias dos Diplomatas Portugueses, conta com o apoio da Fundação AIP e com o patrocínio do chefe de Estado, que desta vez se fez acompanhar em parte da visita pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas.

Política

Mais Política

Patrocinados