Polícia investiga novas ameaças de morte contra Lula da Silva

Agência Lusa , AM
26 out, 10:47
Lula da Silva

Candidato presidencial do PT recebeu um email a dizer que seria baleado na sede do Instituto Lula, em São Paulo

A polícia federal brasileira abriu uma investigação sobre novas ameaças de morte contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que recebeu uma mensagem de email garantindo-lhe que seria alvejado na sede do Instituto Lula, em São Paulo.

Esta não é a primeira investigação realizada pelas autoridades brasileiras durante a campanha por ameaças de morte contra Lula da Silva, expressas ou sugeridas, entre as quais se destacou um vídeo publicado por um apoiante do presidente Jair Bolsonaro, o empresário Luiz Henrique Crestani, nas redes sociais, em que é visto a disparar uma arma contra um alvo com a fotografia de Lula da Silva.

Este caso está nas mãos das autoridades, tal como o de outro empresário apoiante de Bolsonaro, José Sabatini, que apareceu noutro vídeo a lamber uma arma e a "ordenar" a Bolsonaro, depois de ganhar as eleições, a dar um golpe no Senado e no Supremo Tribunal.

Sabatini já foi investigado em 2021 por ameaças a Lula da Silva.

O candidato do Partido dos Trabalhadores tem agendado um desfile de campanha pelas principais ruas de São Paulo como o último evento, para as eleições de domingo, antes de viajar para o Rio de Janeiro esta sexta-feira para um último debate televisivo com Bolsonaro.

Com a aproximação da segunda volta das eleições de domingo, crescem os receios de um alargamento da violência pós-eleitoral.

Relacionados

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados