Sporting-Gil Vicente, 3-1 (destaques)

Ricardo Gouveia , Estádio de Alvalade
4 dez 2023, 22:40
Sporting-Gil Vicente (Miguel A. Lopes/Lusa)

O gigante Gyökeres e o amigo Edwards

Momento: a reviravolta de Gyökeres

O jogo tinha chegado ao intervalo com um empate 1-1 que deixava o Sporting no segundo lugar da Liga, mas os leões, tal como já tinham feito na primeira parte, voltaram a entrar com tudo e acabaram por virar o resultado com um golo do incontornável Gyökeres. Cruzamento de Hjulmand da direita, com o sueco, num primeiro momento a tentar marcar de cabeça, mas a marcar à segunda com o pé. Alvalade veio abaixo e, logo a seguir, o sueco bisou no jogo. A liderança estava recuperada.

Confira a FICHA DO JOGO e os VÍDEOS DOS GOLOS

Figura: Gyökeres para todos os gostos

Mais um grande jogo do avançado sueco, uma das incontornáveis figuras da Liga na presente temporada, com dois golos marcados, outros dois anulados e mais uma mão cheia de oportunidades. Um jogo em cheio do avançado que até foi o primeiro a marcar esta noite, mas estava adiantado 23 centímetros e não valeu. Gyökeres regressou depois renovado para a segunda parte, marcou dois golos e viu ainda um hat-trick anulado, novamente por fora de jogo. Pelo meio, o sueco esteve sempre muito ativo, quer no coração da área, mas também nos corredores, onde surgiu várias vezes à procura de espaços e da bola. Mesmo a fechar o jogo, teve nova oportunidade soberana para chega ao hat-trick, mas Andrew defendeu. O jogo acabou com o nome do sueco a ecoar nas bancadas. Não podia ser de outra forma.

Outros destaques:

Edwards

Noite fantástica do avançado inglês, o melhor amigo de Gyökeres, com duas grandes assistências para o sueco, embora na segunda o avançado estivesse adiantado. A verdade é que o avançado inglês foi o maior desequilibrador esta noite, com constantes raids para a área de Andrew, sempre com a bola colada ao pé, a fazer estragos na defesa do Gil Vicente. A jogar assim, tem definitivamente o carro de Ruben Amorim à sua disposição.

Ricardo Esgaio

Na primeira meia-hora, Ricardo Esgaio foi talvez o melhor em campo, com o lateral a revelar uma grande disponibilidade para fazer todo o corredor, em constantes combinações com Edwards e a derivar muitas vezes para a área, de onde arrancou alguns cruzamentos perigosos. Acabou por ser um dos sacrificados por Ruben Amorim ao intervalo, tal como Nuno Santos que marcou o golo do empate.

Hjulmand

Bom jogo do dinamarquês a encher o campo numa noite mais apagada de Morita. O médio esteve sempre muito em jogo no corredor central, mas foi sobre a direita que fez a assistência para o golo da reviravolta dos leões. O dinamarquês foi determinante a manter o equilíbrio nos momentos em que os leões apostaram na vertigem, à procura da reviravolta.

Félix Correia

Começou bem adiantado no corredor direito, no apoio a Fujimoto e Miguel Bandeira no ataque, mas face à entrada forte do Sporting, foi recuando no campo e acabou a jogar como lateral. Durante largos minutos da primeira parte fez todo o corredor, procurando controlar Nuno Santos e, ao mesmo tempo, tentar aparecer nas suas costas. Grande sacrifício do ala do Gil Vicente. Ficou a sensação de que podia ter feitom melhor no segundo golo do Sporting, mas também é verdade que, logo a abrir o jogo, «roubou» um golo feito a Morita.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados