Casa Pia-Portimonense, 1-0 (crónica)

2 dez 2023, 22:46

Vitória inédita com golo Justo

O Casa Pia regressou este sábado às vitórias ao bater o Portimonense, em Rio Maior, por 1-0, em jogo da 12.ª jornada da Liga. Foi a primeira vitória dos gansos em casa esta temporada, no jogo de estreia de Pedro Moreira na Liga. Uma vitória sustentada num golo de Samuel Justo que permite à equipa de Pina Manique subir do penúltimo lugar até ao 11.º andar.

Confira a FICHA DO JOGO

Um embate entre duas equipas que tinham uma eliminação da Taça de Portugal para digerir, com a agravante do trauma do Casa Pia que, ao fim de onze rondas, ainda não tinha conseguido proporcionar uma vitória, em casa, aos seus adeptos.

Duas equipas que, no papel e depois no campo, apresentaram com dispositivos idênticos, com uma linha de três centrais. Paulo Sérgio tem alternado entre defesas com três e quatro elementos, mas a verdade é que os algarvios, na primeira parte, mostraram-se sempre mais rotinados na manobra da equipa, com uma boa construção de jogo e uma rápida saída para o ataque, quase sempre pela ala esquerda, onde se destacavam Gonçalo Costa e Hélio Varela.

A primeira oportunidade até foi para o Casa Pia, na sequência de um mau passe que permitiu a Tiago Dias ganhar a bola, invadir a área e rematar na passada para defesa de Vinicius. O Portimonense respondeu de pronto, com Ronie Carrillo, na área, a ganhar a posição a Vasco Fernandes e a rematar com o pé esquerdo às malhas laterais. O jogo começava, assim, com uma forte intensidade, de parte a parte, com as duas equipas a conseguirem impor uma boa velocidade na circulação de bola, à procura de desequilíbrios no lado contrário.

Duas equipas encaixadas, mas os movimentos dos algarvios continuavam a parecer mais naturais, mais fluídos, do que a equipa da casa, também muito esforçada, mas com um futebol mais errático, com muito ressaltos e também muitas faltas. Uma postura que permitiu à equipa de Paulo Sérgio chegar ao intervalo com evidente ascendente sobre o adversário, com destaques para os remates de Dener e também de Guga.

Justo ou não, um golo que mudou tudo

Paulo Sérgio estava, naturalmente, mais satisfeito do que Pedro Moreira que fez duas substituições logo a abrir a segunda parte, com as entradas de Beni e André Geraldes. Um meio-campo mais robusto para um segundo tempo mais incaracterístico, com a mesma luta pela posse de bola, mas com as duas equipas a anularem-se uma à outra, sem conseguirem profundidade. Foi neste quadro que o Casa Pia chegou ao golo, num lance ultrarrápido que surpreendeu os algarvios.

Passe vertical de Zolotic, desvio de Soma no corredor central, a abrir uma autroestrada para Samuel Justo, com o jovem de 19 anos a invadir a área e a bater Vinicius. Um golo muito festejado pelos gansos no relvado, mas também pelos adeptos nas bancadas: Era o primeiro golo do jovem Samuel na Liga, mas era também a primeira vitória do Casa Pia em Rio Maior, a casa «alugada» para esta temporada.

O Portimonense ainda esboçou uma reação, mas longe do que chegou a mostrar na primeira parte, agora com um Casa Pia bem mais confiante, com uma reação muito forte à perda da bola. Paulo Sérgio esgotou as substituições em dois tempos, procurando recuperar o elã que a sua equipa chegou a exibir na primeira parte, mas agora eram os gansos, com, mais espaços, que mandavam no jogo.

O Casa Pia teve várias oportunidades para matar o jogo, mas ainda passou por um tempo de compensação, quando Midana Cassamá, uma das apostas de Paulo Sérgio, se antecipou a Ricardo Batista e viu a bola passar a rasar o poste. O avançado guineense, certamente ainda frustrado com o lance anterior, acabou por ver um cartão vermelho direto, por agressão ao guarda-redes do Casa Pia num lance sem bola.

Uma vitória inédita esta temporada para o Casa Pia, em casa, na estreia do novo treinador e também com um novo marcador, Samuel Justo, na Liga.

Relacionados

Patrocinados